Folia de Rua agradece apoio da PMJP para realização do evento

Por - em 18

A presidência do Folia de Rua elogiou o apoio da Governo Municipal para as prévias carnavalescas e ressaltou que só com a contrapartida da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) boa parte da festa já está garantida. A abertura do evento acontece em 25 de fevereiro e as prévias seguem até 5 de março. Mais de um milhão de pessoas estão sendo esperadas durante todo o evento.

O elogio foi feito pelo presidente do Folia de Rua, Raimundo Notato, o “Bola”. Ele se reuniu na manhã desta terça-feira (8), com o diretor executivo da Fundação Cultural, Milton Dornellas. Ao sair do encontro, o organizador do evento afirmou que a sensibilidade do governo municipal viabilizou o projeto.

“A Prefeitura deu o pontapé inicial, viabilizando inclusive o nosso show de abertura. O artista nacional que vai cantar está sendo escolhido”, avisou. Com o apoio da Funjope consegui garantir uma boa parte da festa. A conversa com Milton Dornellas foi muito boa e estamos agora só fechando os detalhes”, acrescentou o Bola.

O evento – Na primeira noite do Folia de Rua, segundo explicou Bola, haverá dois palcos. Um deles vai ficar no Ponto de Cem Réis, onde acontece a abertura oficial. No espaço, 12 artistas locais se apresenta, fazendo uma homenagem a Genival Macedo, autor de “Meu Sublime Torrão”, samba que ficou conhecido popularmente como “Hino da Paraíba”. O show de encerramento com artista nacional está sendo escolhido.

O segundo palco do Folia de Rua no dia da abertura da festa será instalado no Parque Sólon de Lucena, ao lado do Cassino da Lagoa. Nesse segundo pólo será apresentado um mais alternativo ao Carnaval. Grupos e artistas como Escurinho, Alex Madureira, Reis da Cocada Preta, Cacá Santa Cruz, Totonho, além da Orquestra Splok de Frevo, do maestro Júlio, estão na programação.

Além do show da abertura, a Funjope vai garantir as orquestras para animação dos blocos associados, contratação de artistas e bandas para animar os foliões, além da infraestrutura. “Mais uma vez a Fundação se coloca à disposição porque entende a importância cultural do evento para cidade. Estamos nos empenhando ao máximo para fazermos uma festa ainda melhor do que no ano passado”, ressaltou Milton Dornellas.