Fundo de Cultura: classe artística elege representantes em comissão

Por - em 53

Conforme previsto em edital publicado pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), foi realizada na tarde desta terça-feira (9), no Auditório da Oficina Escola, no Centro Histórico, a eleição dos cinco membros que irão representar a classe artística na Comissão Deliberativa do Fundo Municipal de Cultura (FMC) para o mandato dos próximos dois anos, com a participação de representantes de associações culturais e Organizações Não-Governamentais (ONG’s) e representantes da sociedade civil.

Foram eleitos como membros titulares da Comissão, por ordem de número de votos obtidos, os candidatos Fernanda Benvenutty, da Associação Cultural Império do Samba, com 21 votos; Edson Pessoa, com 20 votos, da ONG ‘Desenvolvimento Cultural Popular das Quadrilhas Juninas de João Pessoa’; o radialista Cardivando Cavalcante, com 19 votos, da Federação Carnavalesca de João Pessoa; Gilmar Sales, com 16 votos, e a atriz e arte-educadora Ailza Freitas, com 12 votos, da ONG ‘Maré Produções Artísticas’. Ficaram como suplentes dos membros oficiais: Cristina Strapação, representando a área de cinema; Edílson Alves, da área de artes cênicas; Josinaldo Flores e Emilson Ribeiro, ambos agentes da cultura popular.

Para realizar a votação, foi constituída uma comissão de coordenação da consulta, presidida pelo diretor-executivo da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Lau Siqueira, com a presença do diretor-executivo adjunto da instituição, Milton Dornellas, e a participação de Maurício Germano, Eliane do Egito, Madalena Accioly, Dalva Ferreira e Rosângela Cristina, todos membros da Funjope e da Secretaria do FMC.

A comissão realizou os trabalhos conforme as diretrizes do edital publicado anteriormente, contando com representantes de 29 entidades aptos a votar e apresentar candidatos a membros da Comissão. No início dos trabalhos, logo após uma breve explanação de Lau Siqueira a respeito dos encaminhamentos que seriam feitos, os candidatos inscritos tiveram a oportunidade de fazer uma breve apresentação, ressaltando a área de atuação e o porquê de cada candidatura. Logo após, foram distribuídas as cédulas de votação, onde os representantes de cada entidade indicaram cinco nomes dos 12 candidatos dispostos.