Funjope apresentará ações culturais da Capital em municípios sertanejos

Por - em 35

As ações culturais do Governo Municipal de João Pessoa serão expostas em duas oportunidades, nestas quinta (3) e sexta-feira (4), para públicos das cidades de Sousa e Cajazeiras, no interior paraibano. É que o diretor-executivo da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Lau Siqueira, foi convidado e fará palestras no ‘Fórum de Cultura do Alto Sertão Paraibano’, cujo tema central é ‘Políticas Públicas de Cultura’ e acontece na cidade de Sousa na quinta-feira. No dia seguinte ele estará em Cajazeiras, onde falará a um grupo de artistas e agentes culturais daquele município.

Durante a passagem do gestor da Funjope nos eventos, além dos debates acerca da atual gestão cultural da Capital, estão agendadas outras atividades como a reunião com o presidente da Fundação Municipal de Cultura de Sousa, Francisco das Chagas Marques, entrevistas em programas de rádios da região e participação no Fórum.

O colegiado é constituído por artistas e entidades culturais sertanejas, em parceria com instituições como o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado da Paraíba (Sebrae-PB), a Fundação Municipal de Cultura de Sousa e a Fundação Cultural Ivan Bichara, da cidade de Cajazeiras.

“Temos a mais plena consciência da importância desta nossa passagem por Sousa e Cajazeiras. O diálogo do Litoral com o Sertão é fundamental para a afirmação das políticas de cultura na Paraíba. A cultura tem um papel estratégico no desenvolvimento econômico, social e político do Estado”, disse Lau Siqueira

O gestor da Funjope revela ainda a parceria entre o Ministério da Cultura (MinC) com as gestões culturais municipais. “Nunca tivemos uma gestão no Ministério da Cultura tão empenhada em articular investimentos na diversidade e na identidade cultural da região. Chegou a nossa hora e precisamos fazer a nossa parte, fomentando o debate e a ação permanente nas gestões municipais, nas instituições parceiras e em nossas militâncias articuladas em cada região do Estado”, concluiu.