Funjope divulga seleção de propostas do FMC com investimento de R$ 1,2 mi

Por - em 193

A relação das propostas selecionadas por meio edital nº 001/2011, do Fundo Municipal de Cultura (FMC), foi divulgada nesta terça-feira (15), pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope). Ao todo, 69 proponentes, de um total de 285 inscritos, foram classificados e somam um incentivo na ordem de R$ 1,2 milhão. A maior parte dos contemplados (44%) é do segmento de música. Os projetos foram analisados por uma Comissão de Pareceristas, cujos integrantes são especialistas oriundos de outros estados brasileiros. O objetivo disso foi dar ainda mais lisura ao processo.

“O fato da comissão avaliadora ser formada por profissionais de outros estados, decisão essa legitimada pela comunidade cultural através dos fóruns, só confere isenção e credibilidade ao resultado, princípios norteadores do FMC. Além disso, esses profissionais fizeram várias e pertinentes ponderações e até mesmo sugestões para aprimorarmos ainda mais nosso edital, o que será objeto de avaliação oportunamente com todos os segmentos envolvidos com  a produção cultural local”, disse o novo diretor executivo da Funjope, Lúcio Vilar.

Ao todo, o edital de nº001/2011 FMC ofereceu 11 áreas para inscrição de propostas – música, dança, audiovisual, artes visuais, artesanato, multiárea, acervo e patrimônio histórico, cultura popular, teatro, circo e literatura. O número de inscritos foi de 285 pessoas em todos esses segmentos.

Áreas – As propostas classificadas compreenderam as áreas de música (33), dança (4), audiovisual (3), artes visuais (2), cultura popular (7), teatro (7), multiárea (2), literatura (10) e circo (1). Os projetos foram analisados exclusivamente por uma Comissão de Pareceristas de outros estados. Integraram essa equipe Geovana Dias Jardim (cultura popular), Maria José Gomes Duarte (literatura), Diego Baraldi (multiárea e dança), Lucas Miguel Teixeira (artesanato, artes visuais, acervo e patrimônio histórico e circo), Amilton Pinheiro e Deivison Branco (música), Kildervan Abreu de Oliveira (teatro) e Tairone Feitosa Pereira (audiovisual).

O grupo de pareceristas foi formado mediante reivindicação feita à Comissão Deliberativa do FMC pelos fóruns do movimento cultural da cidade. A solicitação ocorreu durante a realização de uma assembléia na sede da Funjope, em 6 de março de 2012.

Instrumento de fomento cultural – o FMC é um elemento de fomento cultural, instituído em 3 de dezembro de 2001, por intermédio da Lei nº. 9560, e regulamentado pelo Decreto nº. 4469, assinado em 7 de dezembro de 2001. Ele é destinado a produtores culturais, além de ser um mecanismo de política pública que proporciona a concessão de incentivos financeiros a pessoas físicas ou jurídicas, domiciliadas na Capital. Com o recurso, o beneficiado pode realizar projetos culturais, evolvendo várias áreas.

Confira abaixo os temas com os respectivos proponentes classificados:

MÚSICA 

– CD “Eu & Outras Músicas – Gustavo Magno” (Gustavo Magno de Sena Tavares)

– “Rotten Flies Volume III” (Olga da Costa Gomes)

– “Nossa Cultura” (Joselito Juvino da Silva)

– “Cantando Datas Comemorativas nas Escolas” (Rivailda de Paula da Silva)

– “Parahyba Art Ensemble” (Esmeraldo Marques Pergentino Filho)

– “Kali Yuga – La Gambiaja” (Nielsen Batista Da Silva)

– “Banda Abrad’zóio” (Pedro Henrique Simões de Medeiros)

– “Cantatorre 2012 –7º Cantatorre” (Eduardo Cavalcanti Paiva)

– “Impressões de um Compositor” (Marcelo Araújo Vilor)

– “Música Paraibana do Século XXI para Violão” (Vinícius de Lucena Fernandes)

– “Pressinto Calor Brasis” (Marina Pessôa Gomes de Oliveira)

– “Prensagem e Arte Gráfica do CD de Geovan Morais” (Jeovan Cordeiro de Morais)

– “Trio Moritó – da Diversidade Rítmica e Melódica da Música Brasileira: do Baião, da Canção e do Choro” (Wilame Correia de Araújo)

– “Banda Marcial Padre Mazza” (Associação Irmãs de Padre Mazza)

– “CD Alvíssaras – Tiago Moura” (George Gláber Félix Severo)

– “CD Percussons – Música Percussiva Contemporânea da Paraíba” (João Alexandre Medeiros Lins)

– “Prensagem do CD Zanzar” (Glácia Maria de Azevêdo Lima)

– “Gravação do CD de Chico Limeira” (Francisco Augusto Limeira dos Santos)

– “Mosaico Nipo – Andestino Brasileiro” (Alice Lumi Satomi)

– “Tudo Tem Viola” (Cristiano Oliveira)

– “Sanhauacaú” (Carlos Alexandre de França)

– “Da Paraiba para o Mundo – Gravação Disco Monstro” (Bruno de Lima Barreto Xavier)

– “Firmando a Caminhada – Gravação do CD Pedecoco” (Alexandre de Assis Moura)

– “Furmigadub” (Fabiano Araújo Formiga)

– CD “Eu Só Preciso de Blues – In The Mood Hard Blues” (Degner Rodrigues de Almeida Queiróz)

– “Da Água pro Vinho” (Henrique Ornellas)

– “Noites Sonoras” (Gerson Abrantes)

-“Motor Misterioso – Finalização e Divulgação do Primeiro Álbum de Lucas Dourado” (Lucas Dourado Vasconcelos)

– “Concerto Barroco” (Heloisa Muller)

– “Cd Janaina” (Anderson de Sousa Mariano)

– “Pulsa – Gravação do Segundo CD do Baluarte” (Erick de Almeida Bezerra)

– “VIII Festival Mundo” (Carolina Morena Pires Cunha Pilar)

– “Frevo da Paraíba: Música Carnavalesca para Orquestra” (José de Artimatéia Formiga Veríssimo)

 AUDIOVISUAL 

– “O Terceiro Velho” (Marcus Antônio De Oliveira Vilar)

– “Chico Do Bronze”  (Torquato Joel Lima)

– “2º Festival De Vídeos Alternativos” (Silvana Priscila De Souza Lima)

CIRCO

– “II Balaio Circense – Festival Nacional do Circo” (Diocélio Batista Barbosa)

ARTES VISUAIS

– “Rede PB”   (Raquel Cardoso Atanick)

– “O Caderno” (Alena Roque Sá)

DANÇA

– “Rede Poética” (Izabella De Lima Aranha)

– “O castelo” (Paralelo Cia De Dança)

– “Senzala Urbana” (Adailson Costa Dos Santos)

– “25 Anos da Sem Censura Cia de Dança” (Evana Ferraz de Arruda Bezerra)

 

MULTIÁREA

– “A Luz do Luiz”      (Débora Maria da Silva)

– “Palco Aberto” (Casa Pequeno Davi)

CULTURA POPULAR

– “Quadrilhando no Futuro” (Josinaldo de Farias Flores)

– “Lapinha Jesus de Nazaré de Mandacaru” (José Maciel de Sousa)

– “Capoeira no Rítmo da Educação” (Antônio Guedes da Silva Júnior)

– “Oficinas do Samba” (Adailton da Silva Batista)

– “Coco de Roda Raízes da Jurema” (Centro Cultural Afro-Brasileiro Ojú-Osun)

– “Arte Viva”  (João Pedro Vilarim Marques)

– “Museu do Patrimônio Vivo de João Pessoa” (Pablo Honorato Nascimento)

TEATRO 

– “Traga Sua Cadeira, Hoje Tem Espetáculo “ (Sebastião Vieira Formiga)

– “A Música E A Literatura Na Cena de A Princesa Luzia e o Urso de um Olho Só” (Kátia Celyane Farias da Silva)

– “Abismo”     (Ana Paula Valentim de Oliveira)

– “Remontagem e Circulação do Espetáculo Teatral A Farsa da Boa Preguiça, do Grupo Ser Tão Teatro” (Coletivo Teatral Ser Tão Teatro)

– “100 Anos de Jorge Amado? Teatro e Educação” (Thardelly Pereira Lima)

– “Brevidades” (Márcio Luiz Marciano)

– “Estórias” (Guilherme Barbosa Shulze)

LITERATURA

– “Publicação do Livro (Uni) Verso” (Cyelle Carmem Vasconcelos Pereira)

– “A Letra de Meu Pai” (Denyse Rolim de Brito)

– “Contos de Sábado” (Wandeir Araújo da Silva)

– “Fotografando Poesia” (Gustavo Limeira de Lacerda)

-“Formação Inicial do Acervo de Literatura de Cordel: Leandro Gomes de Barros” (Fundação Casa de José Américo)

– “II Outros Olhares na Literatura Paraibana” (O Sebo Cultural)

– “Os Trinta Dinheiros do Rei Melchior” (Analice Rodrigues Uchôa)

– “Na Teia Das Moiras” (Vânia Perazzo B. Helebarova)

– “Livro Poesia Crônica da Dor” (Klaus Marcus Paranayba)

– “Anayde Beiriz: Uma Biografia em Quadrinhos”  (Luysiane da Silva Costa)