Funjope faz homenagens a coreográfa Rosa Cagliani

Por - em 72

A coreógrafa e dançarina argentina, radicada na Paraíba e falecida há cerca de um ano, Rosa Cagliani, será homenageada na exposição ‘Rosa, Simplesmente Rosa’. Mais de 70 peças, entre fotografias, cartazes, premiações e objetos pessoais da artista estarão à disposição do público durante 20 dias, a partir das 16h, desta quarta-feira (29), na Sala da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Centro Histórico.
Quem visitar a Sala Funjope, que fica no térreo da Fundação Cultural, poderá observar as 40 fotografias sobre diversos momentos da vida de Rosa Cagliani. As imagens vão desde a infância da dançarina até flagrantes da vida adulta, incluindo referências sobre a atuação profissional da artista.
O acervo também consta de dois cartazes de espetáculos promovidos por Rosa Cagliani, além de mais de 15 premiações e troféus. Entre eles, está o prêmio Tomás Santa Roza, de melhor iluminação/dança, pela III Mostra Estadual de Teatro e Dança. Os objetos foram gentilmente cedidos pela família da coreógrafa.
A exposição será aberta no Dia Internacional da Dança, que coincide com um ano do sepultamento de Rosa Caglieni, considerada um dos mais importantes nomes do cenário artístico paraibano. A mostra da Sala Funjope leva o mesmo nome do espetáculo de dança, realizado no Theatro Santa Roza, na noite da terça-feira (28).
Argentina paraibana – Rosa Cagliani é natural de La Plata, na Argentina. Lá, ela se formou pela Escuela de Danzas Clasicas. Nos anos 80, a dançarina, coreógrafa e professora se radicou na Paraíba.
Ainda na cidade natal, Cagliani atuou como bailarina em óperas e balés, realizados no Teatro Argentino de La Plata, pela Companhia Platense de Ballet e pelo Grupo Orkesys. Ao vir morar na capital paraibana, a artista começou a transformar a cena local da dança, contribuindo também para o teatro.