Funjope inicia programação de vídeos no Estação Nordeste

Por - em 17

Uma ficção sobre a problemática das crianças de rua e um documentário a respeito da trajetória do surfista paraibano Fábio Gouveia, contada em tom de fábula. Essas serão as duas histórias mostradas no ‘Cinema na Estação’ desta quinta-feira (13). Os vídeos “Água Barrenta”, de Tiago Penna, e “Fábio Fabuloso”, de Pedro Cezar, Ricardo Bocão e Antonio Ricardo, serão exibidos em frente ao Busto de Tamandaré, a partir das 19h. A iniciativa faz parte da programação do ‘Estação Nordeste’. A entrada é franca e a realização é da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope).

“Água Barrenta” é uma ficção de 15 minutos realizada em João Pessoa, no ano passado. Nas imagens, as crianças de rua são “produzidas” e ao mesmo tempo excluídas pela sociedade de consumo. O título é uma alusão à exclusão também afetiva enfrentada por meninos e meninas que vivem em situação de risco social.

No outro vídeo – “Fábio Fabuloso” – a trajetória do maior surfista brasileiro de todos os tempos, Fábio Gouveia, é contada de forma bem humorada, em tom de fábula. Entre as cenas estão referências às vitórias nos campeonatos mundiais no Havaí e na França. O documentário também mostra um lado mais íntimo e familiar do surfista. Tudo é narrado como se fosse uma espécie de filme-cordel.

Confira o restante da programação do ‘Cinema na Estação’:

13/01
– “Água Barrenta”, de Tiago Penna (fic, João Pessoa, 2010, cor, 15 min)
– “Fábio Fabuloso”, Pedro Cezar, Ricardo Bocão e Antonio Ricardo (doc, Brasil, 2004,
cor, 70 min)

20/01
– “O Contador de Filmes”, de Elinaldo Rodrigues (Doc, 35mm, 15min, 2010)
– “O Homem que Engarrafava Nuvens”, de Lirio Ferreira (doc, Brasil, 2008, cor, 71
min)

27/01
– “Depois da Curva”, de Helton Paulino (ficção, Campina Grande, 2009, cor, 18 min)
– “Cinema, Aspirinas e Urubus”, de Marcelo Gomes (ficção, Brasil, 2005, cor, 96 min)