Circuito das Praças tem música, circo e teatro nesta sexta-feira

Por - em 57

Ciranda, coco, cavalo marinho infantil, rock, heavy metal, além de espetáculos de circo e um monólogo sobre a mulher do Cangaço, Maria Bonita, estão na programação do Circuito Cultural das Praças desta sexta-feira (7). O projeto começa em horários diferentes, com inícios às 17h, 18h, 19h e 22h, dependendo do bairro. Ao todo, contando com o sábado (8), são 29 atrações. A realização é da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope).

A nova temporada começou em 9 de setembro, com os shows do DJ Guirraiz e de Totonho e os Cabras. Até fevereiro de 2012, as praças revitalizadas e construídas pela Prefeitura de João Pessoa vão receber 432 apresentações selecionadas, além de artistas e grupos convidados pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). O edital deste ano recebeu propostas das áreas de música, cultura popular, artesanato, audiovisual, literatura, artes integradas, teatro, circo e dança.

Bairro dos Ipês – Quem vai animar o Bairro dos Ipês, a partir das 17h, é Penha Cirandeira. A artista da cultura popular começou tocando ciranda na usina Santa Helena, junto com seu pai Zé Cirandeiro. Ela é natural de Alagoa Grande e atualmente reside em Várzea Nova, onde trabalha no roçado.

Ao lado da zabumba de Seu Cícero, Penha conhece muitos cantos tradicionais e também sabe fazer improvisos. Possui intimidade com os ritmos da ciranda e do coco, sendo marca de sua personalidade a voz forte e renitente. Participou do filme “Serena Serená: os caminhos do coco de roda e da ciranda na Paraíba”, de Lorena Travassos. Do roçado ao palco, Penha Cirandeira é um dos ícones mais representativos da cultura popular paraibana.

Varadouro – A Banda Cerva Grátis é a atração da Praça Antenor Navarro, no Varadouro, a partir das 22h. Formada em João Pessoa, ela tem três anos de existência e já é um dos principais nomes da cena do rock paraibano, tendo passagem ainda por mais de dez estados brasileiros. Os integrantes são André Duende (voz e guitarra), João Paulo Palitot (baixo) e Rayan Lins (bateria). No repertório estão músicas próprias, como “Tem Home Demais”, “O Castigo”, “A Sofrida Peleja de um Ressacado” e “Você me Deixou e eu Sofri”.

Rangel – “Bonita Maria”, atração da Praça da Amizade, às 18h, é um monólogo que homenageia o centenário da primeira mulher no Cangaço, contando de forma poética a história do mito feminino do Nordeste brasileiro.  A personagem abraça seus ideais de liberdade e de justiça, levantando sem perceber a bandeira de luta pela igualdade entre os sexos e passando pelo conformismo e a liberdade de escolha de suas vontades e desejos.

A peça teatral é apresentada pelo viés da paixão e da injustiça social perante os mais fracos. A encenação é do Grupo de Pesquisa Teatral Semente Contemporânea, criada em março de 2011, pelo diretor e professor do Departamento de Artes Cênicas da UFPB, Elias de Lima Lopes. O texto é de Hélder Nóbrega.

Bancários – O grupo de dança Looney Tunes Crew, que se apresenta na Praça da Paz, às 19h, tem uma trajetória de três anos e muitos prêmios conquistados. O objetivo do trabalho é levar a cultura break à população. Estão inclusas coreografias de diferentes estilos, com danças não só da cultura hip-hop, mas também da clássica, em uma mistura de ballet com break dance, que é a última variante inventada na região africana, conhecida como kuduro. Os integrantes se preparam agora para participar, em 2012, de uma das maiores competições de break dance (hip hop), que é a “Batle Of The Year”, de São Paulo, junto com os principais dançarinos do mundo.

Mangabeira A atração da Praça Coqueiral, em Mangabeira, a partir das 19h, é o espetáculo “Allem Circo”, da Trupe Pirulito de circo-teatro. O espetáculo retrata duas posições antagônicas a respeito da programação de um show que será apresentada no circo. De um lado, o apresentador, ou mestre de cena, defende uma programação tradicional, restrita aos artistas do picadeiro, com malabarismo, equilibrismo, bailado, perna de pau e mágica. Do outro lado, está o Palhaço Cocerinha, que tenta modificar a concepção do apresentador, transformando o show em uma verdadeira confusão.

O posto cobiçado acaba sendo ocupado pelo Palhaço Cocerinha, que muda a programação do circo com seu jeito especial de ser: poético, fanfarrão, ousado e descontraído. Enquanto isso, o mestre de cena é transformado em um palhaço interativo, que leva o público a dar muitas gargalhadas.

Tambaú – A Quadrilha Sanfona Branca é a atração da Feirinha de Tambaú, a partir das 19h. O grupo surgiu há cinco anos, quando o folclorista José Pedro Filho resolveu reunir alguns adolescentes da comunidade de Mangabeira I. Em 2006, a iniciativa ganhou seu espaço cultural e começou a conquistar diversos títulos como o de primeira colocada do Grupo B no Arraial do Varadouro, realizado pela Funjope.

Ao todo são 40 dançarinos e oito contra-regras, movidos ao som de um autêntico trio pé-de-serra. No Circuito Cultural das Praças, os componentes vão apresentar a história do folguedo, que é uma expressão singular do patrimônio cultural brasileiro, pois resulta de saberes acumulados por gerações em diversas comunidades.

Manaíra – A Banda Agrégora é o grupo de heavy metal que vai se apresentar na Praça do Skate, a partir das 19h. No repertório estão composições próprias, escritas pelo vocalista Thiago Chagas, a exemplo de “Wings of Darkness”, “Legendary Prophet” e “Forgotten Land”, que abordam assuntos como guerra, crença e Nordeste. O trabalho mescla ainda temas eruditos e regionais. Também são músicos integrantes Thiago Chagas (vocal), André Chagas (guitarra), Eremilton Ferreira (guitarra), Vinícius Almeida (baixo) e Thiago Nailuissur (bateria). Eles se preparam agora para entrar em estúdio e gravar o primeiro CD.

Cidade Verde – No anfiteatro João Balula, da Praça Encanto Verde, a atração Mc Leo Thomas, às 19h. O rapper vai apresentar o show “Coração de Leão”, que também dá nome ao primeiro CD de sua carreira. Leo é militante da cultura Hip Hop desde 1998, além de produtor de eventos sócio culturais. Ele já esteve à frente de projetos importantes de inclusão como o RC Cultura de Rua, que atendia cerca de 200 crianças e adolescentes na comunidade do Cidade Verde. Atualmente, o artista é coordenador de esportes, projetos e eventos da Central Única das Favelas PB (CUFA).

Convidados no Rangel, Bancários, Mangabeira e Ipês – Além dos artistas selecionados no edital público para o Circuito Cultural das Praças, estão sendo inseridas ainda na programação as atrações convidadas pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). Esta iniciativa visa dar uma visibilidade maior aos trabalhos artísticos desenvolvidos pelas comunidades e bairros de João Pessoa. Só nessa sexta-feira, serão quatro grupos.

Na Praça da Amizade, no Rangel, a abertura do Circuito é com o Angola Orum Aiyê, do Mestre Rafael Magnata. O grupo existe há seis meses, pois antes tinha à frente o Mestre Fabiano. Na apresentação, os integrantes vão fazer performances de capoeira e dança afro. Em novembro, que é o mês da Consciência Negra, eles estarão no congresso Mulheres Capoeiristas, que será aberto por Maria da Penha.

Enquanto isso, o Grupo de Percussão Toque do Timbó, com cinco anos de fundação, tendo à frente o professor Cristiano Oliveira, é o convidado da Praça da Paz. A ideia surgiu do Grupo do Peti, ligado ao Centro de Referência da Cidadania dos Bancários. Há dois anos os integrantes gravaram um CD, que trata do trabalho infantil e do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O trabalho será divulgado no dia da apresentação. Além das percussões comuns, os músicos se apresentam também com instrumentos feitos de material reciclado.

Em Mangabeira, na Praça Coqueiral, quem vai se apresentar a convite da Sedes é a Companhia de Dança Lambafera. O grupo existe há dois anos e o responsável é o professor Joãozinho. Já na Praça Coriolano Coutinho, nos Ipês, o rock do grupo Trevian é quem vai abrir as apresentações da noite. O estilo da banda, com apenas seis meses de estrada, tem a tendência do heavy metal. Esta é a primeira vez que os integrantes se apresentam em praça pública.

Confira abaixo a programação alterada deste final de semana:

SEXTA-FEIRA (07/10)

-Bairro dos Ipês (Praça Coriolano Coutinho) – 17h

Penha Cirandeira (cultura popular)

Convidado da Sedes: Grupo de rock Trevian

– Varadouro (Praça Antenor Navarro) – 22h

Banda Cerva Grátis (música)

– Rangel (Praça da Amizade) – 18h

Bonita Maria (teatro)

Convidado da Sedes: Grupo Angola Orum Aiyê (capoeira)

– Bancários (Praça da Paz) – 19h

Looney Tunes Crew (dança)

Convidado da Sedes: Grupo de Percussão Toque do Timbó

– Mangabeira (Praça Coqueiral) – 19h

Allem Circo (circo)

Convidado da Sedes: Companhia de Dança Lambafera

– Tambaú (Feirinha de Tambaú) – 19h

Quadrilha Sanfona Branca (cultura popular)

– Manaíra (Praça do Skate) – 19h

Agrégora (música)

– Cidade Verde (Praça Encanto Verde/ Anfiteatro João Balula) – 19h

Mc Leo Thomas (música)

SÁBADO (08/10) –

– Castelo Branco (Praça da Cultura) – 19h

Aldo Marques e Banda (música)

Convidado da Sedes: grupo de pagode Azara Samba

– Manaíra (Praça Alcides Carneiro) – 17h

“Do Outro Lado da Chuva” (teatro)

– Bessa (Praça do Caju) – 19h

“A Farsa do Poder” (teatro)

Convidado da Sedes: Grupo de Dança Dinâmico Cultural

– Padre Zé (Praça da Conquista) – 19h

Atitude Urbana (música)

Convidado da Sedes: Grupo de Dança Mistura da Raça

– Funcionários I (Praça Lauro Wanderley) – 19h

“Ethotron – Ghetto Experiment” – Tribo Ethnos (dança)

– Jaguaribe (Praça Aquiles Leal) – 19h

Novos Compositores (música)

– Funcionários II (Praça Bela) – 19h

“Espetáculo de Dança Contemporânea Vital” – Grupo Vital (dança)

Convidado da Sedes:  II Quinteto de Metais da Escola Municipal Tarcila Barbosa

– Conjunto Residencial Gervásio Maia (Praça da Esperança) – 19h

“Raízes I – Poemas Palestinos e Cantos Safarditas” – Grupo Raízes (teatro)

– Valentina (Praça Soares Madruga) – 19h

Grupo Parafolclórico Jacoca (dança)

Convidado da Sedes: Grupo de Dança Folclórica Eita

– Alto do Mateus – 17h

Cavalo Marinho de Bayeux, do Mestre Zequinha (cultura popular)

Convidado da Sedes: Grupo de dança Os Bambas

DOMINGO (09/10) –

– Estação Ciência (teatro de arena) – 17h

Tony Leon (música)