Gil e Escurinho encerram Festival ‘Estação Nordeste’

Por - em 24

O cantor baiano Gilberto Gil encerra o projeto Estação Nordeste neste sábado (30), no palco montado no Busto de Tamandaré, na praia de Tambaú. O show de abertura fica por conta do percussionista Escurinho. As apresentações começam às 21h, devem atrair mais de 50 mil pessoas, entre fãs, turistas e moradores de João Pessoa. Gil, um dos artistas brasileiros mais admirados e reconhecidos, nacional e internacionalmente, começa sua turnê pelo Nordeste, exatamente na Capital paraibana e depois segue para Recife (PE) e Aracaju (SE).

No show, Gilberto Gil apresentará um resumo dos mais de 40 anos de carreira e mais de 50 discos, uma viagem musical que inclui clássicos como Andar com Fé, Realce e Toda Menina, as mais cantadas pelo público. Do novo disco, “Banda Larga Cordel”, o ex-ministro da Cultura traz novidades, entre elas, ‘Não Grude Não’ e ‘Pela Internet’. Este novo disco, como o nome anuncia, sugere uma tentativa de aproximação entre o universo da tecnologia de informação de ponta e a cultura tradicional brasileira, mostrando as possibilidades do mundo high tech.

Para quem gosta de agito, as opções são Palco e Aquele Abraço; para arrastar os pés tem Esperando na Janela, e para se emocionar, Tempo Rei, Drão e A Paz, entre muitas outras músicas que devem ser pedidas pelo público. Para o show nas areias da praia de Tambaú, Gilberto Gil trará ao palco Arthur Maia (baixo), Alex Fonseca (bateria), Bem Gil, filho do cantor (guitarra), Claudio Andrade (teclados), Gustavo de Dalva (percussão) e Sergio Chiavazzolli (guitarra).

O projeto Estação Nordeste tem garantido uma opção de lazer para turistas e pessoenses, sempre com músicas de qualidade e shows com grande número de público nas noites da estação mais quente do ano, quando a Capital recebe o maior fluxo de visitantes.

Atração local
– O compositor, cantor e percussionista pernambucano Escurinho vai abrir a noite com um show cheio de elementos da cultura popular. Escurinho traz em seu repertório algo dos emboladores e nos cantadores de coco. O cantor iniciou sua experiência com música, ao lado de artistas como Chico César, Grupo Jaguaribe Carne na cidade de João Pessoa. Como músico criou a banda “Labacé”, lançando seu primeiro CD em 1995, o que originou uma série de shows por várias cidades do Brasil. O resultado foi que, em 2003, lançou o segundo CD “Malocage”. Em 2004 lança o DVD “Toca Brasil” que resume a obra do artista nos dois CDs
Quem assistir à apresentação vai apreciar um interprete performático. É que Escurinho traz em sua música uma poesia urbana de caráter social, numa fusão de ritmos que vai do xote ao reggae; do experimentalismo ao rock; do forró ao baião; do caboclinho ao boi de reizado; dos ritmos afros e tribais, do maracatu ao coco de embolada.

Gilberto Gil – O cantor e compositor nasceu no bairro do Tororó, em Salvador, na Bahia. Filho do médico José Gil Moreira e Claudina, começou a ouvir músicas pelo rádio, despertando interesse e admiração por Luiz Gonzaga. O primeiro violão chegou aos oito anos, junto às aulas de acordeon.

Na década de 60, Gil exilou-se por ocasião do AI-5 (Ato Institucional nº 5) do governo militar em vigência no Brasil na época. Nos Estados Unidos, Gil gravou um álbum em inglês. Em 1976, lançou o disco “Doces Bárbaros”, com os colegas Caetano Veloso e Gal Costa. Em sua trajetória, Gil ainda gravou com Jimmy Cliff sucessos de Bob Marley & The Wailers, trazendo grande influência para o reggae no Brasil.

Já nos anos 70, Gil começou a acrescentar elementos novos das músicas africana e norte-americana ao já vasto repertório nacional e lançou álbuns como “Realce” e “Refazenda”. Dentre as inúmeras composições consagradas pelo próprio Gil e na voz de outros intérpretes, estão: Procissão, Estrela, Vamos Fugir, Aquele Abraço, A Paz, Sítio do Pica-Pau Amarelo, Esperando na Janela, Domingo no Parque, Drão, Só Chamei Porque te Amo, Não chores mais [Woman no cry], Andar com Fé, Se Eu Quiser Falar Com Deus, Divino Maravilhoso, A Linha e o Linho, Three Little Birds, Ela, Pela Internet, A Novidade, Morena, A Raça Humana, Palco, Realce e Divino Maravilhoso, entre outras. Muitas das canções de Gilberto Gil foram interpretadas por várias cantoras consagradas, como Simone, Elis Regina, Ivete Sangalo, Maria Bethânia e Zizi Possi.

Na política, Gil se envolveu em causas sociais, elegeu-se vereador na sua cidade natal e foi Ministro da Cultura no primeiro governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com artista brasileiro, Gilberto Gil recebeu, em 2003, o Grammy Latino, prêmio de Personalidade do Ano, em Miami. Em 2005, o compositor recebeu o Polar Music Prize, do Rei Carlos XVI Gustavo, da Suécia. E em 2006, foi premiado com o título Doutor Honoris Causa pela Universidade de Aveiro, Portugal.