Governo capacitará pessoas inscritas no Empreender Jovem, em fevereiro

Por - em 36

A Secretaria de Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp) da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) vai iniciar, em fevereiro próximo, o processo de capacitação de pessoas inscritas no Programa Empreender Jovem. O primeiro curso começa logo após o Carnaval e terá 25 alunos. As aulas, com duração de 80 horas, serão ministradas por técnicos da própria Secretaria. A proposta do Governo Municipal é investir cerca de R$ 1,2 milhão na mais nova modalidade de crédito do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP).

Outra novidade anunciada pelo secretário Raimundo Nunes Pereira (Sedesp) diz respeito às inscrições, que a partir de agora passam a ser permanentes e não mais temporárias, como estava previsto anteriormente. Os interessados em se inscrever no programa e ter acesso a um financiamento de até 26 salários mínimos devem ter idade entre 18 e 29 anos, estar cursando ou ter concluído – há no máximo dois anos – um curso profissionalizante de ensino médio ou superior, residir em João Pessoa há pelo menos seis meses e ter uma idéia economicamente viável.

As inscrições estão sendo efetuadas na sede da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp), antiga sede da Prefeitura Municipal de João Pessoa, localizada na rua Cardoso Vieira, 85, Varadouro. Os recursos para financiamento dos beneficiários do Empreender Jovem podem ser oriundos do Fundo Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Fundo Empreender) ou em parceria com uma das linhas de crédito do Banco do Brasil.

Cadastro e crédito – As inscrições poderão ser feitas de forma individual ou em grupos, mas os financiamentos serão liberados apenas para grupos de, no mínimo, cinco pessoas que trabalhem em áreas afins. “Os inscritos individualmente serão posteriormente colocados em grupos e terão seus projetos avaliados por um comitê técnico”, explica Ruy Ribeiro, diretor de Fomento à Produção da Sedesp.

Para ter acesso ao crédito, os interessados precisam apresentar projeto de desenvolvimento nos setores de produção, serviços e comércio. O programa prevê ainda a capacitação dos integrantes dos grupos e a elaboração de plano negócio, que será elaborado por um técnico do Empreender-JP em conjunto com o líder do grupo solicitante.

O projeto será submetido à avaliação do Comitê Gestor do Fundo Empreender para aprovação do empréstimo. “É importante dizer que não estamos com dinheiro para qualquer projeto. Queremos que uma cadeia produtiva se desenvolva e para isso o projeto precisa ser economicamente viável”, esclareceu o secretário Raimundo Nunes Pereira.