Grupo de choro pernambucano é atração na Praça Rio Branco

Por - em 57

O grupo de chorinho pernambucano ‘Danda e seu regional de ouro’ volta à Capital paraibana neste sábado (19), ao meio dia, na Praça Barão do Rio Branco para mais uma apresentação no projeto Sabadinho Bom, que já se consolidou como um dos grandes atrativos culturais do Centro Histórico de João Pessoa, no final de semana, atraindo um grande número de espectadores a cada edição. O evento é promovido pela Prefeitura Municipal (PMJP), por intermédio da sua Fundação Cultural (Funjope).

Para o Chefe da Divisão de Música da Funjope, Paulo Ró, o projeto Sabadinho Bom “é uma iniciativa que busca a descentralização cultural através da ocupação de espaços públicos com expressões artísticas, de forma gratuita, oportunizando aos moradores e visitantes da Capital, o conhecimento de grupos e artistas que fazem parte da cena cultural da cidade, além de que o choro é considerado uma das maiores expressões da música instrumental brasileira”.

O grupo de chorinho ‘Danda e seu regional de ouro’ surgiu no ano de 2005 na cidade de Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, onde o saxofonista Josivaldo Cassimiro de Lima, popularmente conhecido como ‘Danda do sax’, foi apresentado ao músico e compositor Otaviano do Monte, mais conhecido como ‘Chocho’. A partir deste encontro, surgiu a ideia de formar o grupo de choro, com a participação dos amigos músicos Chocho (violão), Ruben (violão sete cordas), Robinho (cavaquinho), Nô (pandeiro) e Jorge Pratinha (surdo).

Este ano, a banda que gravou seu primeiro CD no ano de 2005, prepara o lançamento do segundo álbum, que traz 12 faixas e tem lançamento previsto para o primeiro semestre deste ano. A banda já participou de importantes eventos culturais da região, a exemplo do Festival de Inverno de Garanhuns 2006, projetos culturais incentivados pela Fundação de Cultura da Cidade do Recife, Projeto Dançando no Pátio, Chorinho nas Bibliotecas, Chorinho Praça do Arsenal, Choro na Rua da Moeda, Projeto Choro nos Mercados e Projeto Estação Arte.