Grupos de percussão são atrações do ‘Som da Tarde’ na Estação

Por - em 50

Os visitantes que forem a Estação Cabo Branco, Ciência, Cultura e Artes neste fiml de semana terão a oportunidade de se divertir no final da tarde com grupos culturais de percussão. O Projeto Tamborete é atração do sábado (31), no anfiteatro, a partir das 17h. No domingo (1º) será a vez dos grupos Latocando, Bate Moleque e Toque do Timbó e 13 de Julho, do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti). As atrações fazem parte do ‘Som da Tarde’, realizado todos finais de semana na Estação. A entrada é franca.

O Projeto Tamborete existe desde 2008 e tem como objetivo constituir um grupo de percussão formado por 50 zabumbeiros tocando e cantando em uníssono, em uma só batida. É coordenado pelo músico, compositor, professor e também idealizador Ely Porto Bezerra. O repertório do grupo é bem diversificado, englobando não só os ritmos paraibanos (coco, xaxado, xote, etc.), como também de música eletrônica (hip-hop, funk,etc). O Tamborete toca músicas autorais e de artistas como Silvério Pessoa, Alex Madureira, Escurinho, Chico César, Jackson do Pandeiro e Luiz Gonzaga.

De acordo com Ely Porto, o grupo oferece aulas gratuitas de zabumba para todos que mesmo que não saibam tocar, estejam dispostos a aprender. Pessoas de todas as idades participam deste projeto. “Aguentou com o instrumento já pode participar”, diz o coordenador.

Os grupos ‘Latocando’, do bairro dos Funcionários, ‘Bate Moleque’, da comunidade Assunção, ‘Toque do Timbó’, dos Bancários, e ‘13 de Julho’, de Cruz das Armas, são formados por crianças e adolescentes carentes dessas regiões e surgiram a partir da realização de oficinas de percussão, aproveitando latas, baldes e tambores de lixo. Isto veio despertar um grande empenho dos participantes que, aos poucos, foram descobrindo o interesse pela música, pelos ritmos e danças”, enfatiza Cristiano Oliveira, professor de percussão.

Os grupos fazem parte do Programa Peti, onde são desempenhadas atividades sócio-educativas visando o enriquecimento social e cultural das crianças e adolescentes com o objetivo de evitar que voltem a desempenhar qualquer tipo de trabalho infantil. Funciona ainda como alternativa para motivar e descobrir talentos e habilidades. O objetivo é sair da rotina e ocupar o tempo com atividades construtivas e educativas.

Projeto Som da Tarde – Vem sendo realizado desde o ano de 2008 com a coordenação da Divisão de Programação e Atividades. A idéia é favorecer os músicos, cantores e compositores paraibanos, divulgando seus trabalhos, e movimentar mais um espaço cultural aberto ao público com entrada gratuita.

Vários nomes da música paraibana e até grupos internacionais já passaram pelo palco do anfiteatro da Estação Cabo Branco no Projeto ‘Som da Tarde’ como: Fuba, Beto Brito, Chico Correa e Eletronic Band, Mira Maia, Grupo Tenente Lucena, Círculo de Tambores, Banda Marcial Castro Alves, Zabumba Mundi, Trem das Onze, Baticumlata, Amigos do Choro, Glaúcia Lima, Trio de Forró, Grupo de Percussão Latocando, Banda Tocaia, Conceito Básico, Coral Santa Isabel, Rastaman, Adeildo Vieira, Grupo Acorde, Banda 5 de Agosto, Renata Arruda e Quadrilha Sanfona Branca, entre outros.

SERVIÇO:
Projeto Som da Tarde
Atrações:
Sábado (31)
Projeto Tamborete
Domingo (1º)
Grupos de Percussão Latocando, Bate Moleque, Toque do Timbó e 13 de Julho – do Peti
Hora: 17h
Local: Anfiteatro da Estação Cabo Branco, Ciência, Cultura e Artes – Altiplano Cabo Branco
Informações: 3214.8303- email: ecbartes@joaopessoa.pb.gov.br