Guitarra, sax e violão marcam penúltima noite do Música do Mundo

Por - em 27

O grupo JPSax, o guitarrista Beto Tavares e o violonista mineiro Toninho Horta marcaram a penúltima noite do Festival Música do Mundo, nesta quarta-feira (29), no palco instalado próximo ao Busto de Tamandaré, na Praia de Tambaú. O evento é uma realização da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Fundação Cultural (Funjope), e integra a programação do Circuito do Sol, realizado em parceria com o Governo do Estado.

“Essa já é a sétima edição do Música do Mundo. Com esse elenco que nós formamos o projeto se consolida definitivamente. A parceira da prefeitura com o Estado só aumenta a expectativa para fazermos cada vez melhor”, observou o diretor executivo da Funjope, Milton Dornellas.

Para o paulista Ricardo Campos, a cidade de João Pessoa vem passando por uma transformação cultural. “Eu frequento João Pessoa há alguns anos. A evolução cultural da cidade é visível. Esse projeto tem qualidade”. Opinião compartilhada também pelo empresário José Avelino, que destacou a qualidade musical do evento. “Esse é um projeto que acompanho há muito tempo. Atrações maravilhosas. Tem artistas excelentes para atender a todos os gostos”.

JPSax – O primeiro a se apresentar, o JPSax trouxe no repertório músicas de compositores como Severino Araújo, Moacir Santos, Anacleto de Medeiros, Chico César e composições do próprio grupo. O show contou com a participação especial do secretário de Estado da Cultura da Paraíba, Chico César, que cantou uma música de sua autoria intitulada “Solto na buraqueira”.

“Eu estava na plateia admirando o show desses músicos talentosos e fui convidado a cantar. O Música do Mundo é a celebração do encontro da música instrumental paraibana, da música instrumental brasileira e do mundo”, disse Chico César.

O músico do JPSax, João Leite, também destacou a qualidade musical. “Só temos que parabenizar a Prefeitura de João Pessoa e o Governo do Estado por proporcionar um evento maravilhoso como este, que leva música instrumental de qualidade para este povo maravilhoso”.

O JPSax tem três CDs gravados, intitulados ‘JPSax Quarteto’ (1998), ‘Brasil: Um século de saxofone’ (2001) e ‘Solto na Buraqueira’ (2007), este último lançado durante o Encontro Nacional de Saxofonistas, em Tatuí (SP). O grupo se apresentou recentemente no projeto Sabadinho Bom, da PMJP.

Beto Tavares – Em seguida, foi a vez de mais um artista da casa se apresentar. O guitarrista Beto Tavares tocou músicas do seu primeiro CD, ‘Labirinto’, que foi patrocinado pelo Fundo Municipal de Cultura (FMC).

Durante o show, o guitarrista não escondeu a emoção de fazer parte do projeto. “Essa foi uma das melhores circunstâncias que a prefeitura poderia proporcionar para os artistas da terra. Tudo que tem sido apresentado aqui é diferente e de qualidade. Os aplausos do público são a prova. Estamos felizes por participar de tudo isso”, destacou o artista.

Toninho Horta – O último a se apresentar foi o mineiro Toinho Horta.  Com um show descontraído e de grande harmonia, o músico apresentou composições autorais e parcerias como ‘Canção da Juventude’ (Toninho Horta e Márcio Borges), Diana (Toninho Horta e Fernando Brant), ‘Manoel, o Audaz’ (Toninho Horta e Fernando Brant) e ‘Serenade’ (Toninho Horta e Ronaldo Bastos), estas últimas interpretadas no disco por Ivete Sangalo, Roberto Frejat e Erasmo Carlos, respectivamente, além das inéditas ‘Caminho do Amor’ e ‘Minas Train’.

“Ficou feliz em participar desse grandioso evento. De fazer parte dos meus 40 anos de carreira. Parabéns para a prefeitura por esse evento. Essa é uma boa oportunidade para os artistas da terra mostrarem seus talentos”.

Durante o show de Toinho Horta, cerca de 40 adolescentes do coral Vozes da Infância, da PMJP, se apresentaram cantando duas músicas: ‘Manoel, o Audaz’ e ‘Canção da Juventude’. “Quando vi essas crianças ensaiando não resisti de tanta emoção e os convidei para se apresentaram no meu show. E eles é que deram um show”, comemorou o violonista.