Hospital Municipal Santa Isabel já realizou aproximadamente 2,3 mil cirurgias este ano

Por Thibério Rodrigues - em 286

O Hospital Municipal Santa Isabel (HMSI) realizou aproximadamente 2,3 mil cirurgias nos nove primeiros meses deste ano. O número corresponde a uma média de 12 cirurgias diárias, levando em consideração que os procedimentos são realizados apenas em dias úteis. No mês de setembro, foram registrados 220 procedimentos cirúrgicos na unidade hospitalar.

De acordo com a diretora-geral do HMSI, Yuzeth Nóbrega, os resultados seguem positivos devido ao trabalho conjunto desenvolvido pela equipe que atua na unidade. “Todos os profissionais envolvidos buscam diariamente executar os procedimentos com qualidade e responsabilidade para oferecer a melhor assistência aos pacientes”, afirmou.

Do total de cirurgias realizadas de janeiro até setembro de 2018, o tipo mais comum é a cirurgia geral, em especial a hernioplastia e colecistectomia (retirada da vesícula). Outros procedimentos frequentes no hospital são a escleroterapia e a coloproctologia.

No HMSI, o paciente recebe todo o acompanhamento profissional antes e depois do procedimento cirúrgico. “É realizado o atendimento ambulatorial de avaliação para cirurgia e também o pré-operatório necessário, como risco cirúrgico e risco anestésico de cirurgia”, explicou a diretora-geral.

A dona de casa Rosinete de Oliveira Silva, 72 anos, elogiou o acolhimento dado aos pacientes na unidade hospitalar. Ela sofreu um prolapso uterino e, por isso, precisou se submeter a uma histerectomia total. “Graças a Deus, tudo deu certo antes e depois da cirurgia, e me senti muito bem acolhida”, disse. “Todos os profissionais que acompanharam minha mãe são dedicados ao trabalho. Durante a estadia dela no hospital, eu percebi que eles realmente se importam com o paciente”, completou Rodrigo de Oliveira, filho da paciente.

Além da população de João Pessoa, o hospital recebe pacientes de toda a Paraíba, por meio de pactuação com os municípios. Um desses pacientes é o agricultor Rejanilson da Silva Santos, 45 anos, que passou por uma cirurgia para retirar pedras nos rins. “Ele recebeu o diagnóstico na nossa cidade e foi encaminhado para fazer a cirurgia aqui. Gostaria muito que tivesse um hospital assim lá no nosso município”, comentou Regia Vitória, da Silva, filha do agricultor.

Como o HMSI é um hospital de ‘porta fechada’, ou seja, sem atendimento de urgência, para ter acesso aos serviços oferecidos no local, o usuário deve ser encaminhado por outros serviços, como as unidades de pronto-atendimento (UPA), unidades de saúde da família (USF) ou outros hospitais. Há o serviço especializado de cardiologia, cirurgia geral, urologia, neurocirurgia, vascular, proctologia e mastologia.