Idosos mostram muita disposição em caminhada na orla da Capital

Por - em 23

Muita disposição e animação marcaram a “ 3ª Caminhada da Vida Ativa”, nesta terça (25), que reuniu milhares de idosos de diversos bairros da Capital paraibana. O grupo se concentrou às 6h no Busto de Tamandaré, localizado entre as praias de Tambaú e Cabo Branco, e seguiu até o Sesc-Praia, onde foi servido um café da manhã repleto de alimentos saudáveis. O evento faz parte das comemorações do Dia Municipal do Idoso e foi uma realização da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), que desenvolve um trabalho com esse público através do Programa de Atenção à Pessoa Idosa (Papi).

Durante a caminhada, profissionais da área de saúde e de educação física orientaram os participantes sobre cuidados com a saúde e a necessidade da prática de exercícios físicos adequados para a idade. O secretário da Sedes, Alexandre Urquiza, avaliou que a caminha foi um momento de consolidação e interação. “ Posso resumir o evento em uma palavra: perfeito. Muitas pessoas participaram com alegria e isso demonstra o fortalecimento e a consolidação da caminhada que está em sua terceira edição”, ressaltou.

Urquiza também informou que em breve será inaugurado em João Pessoa o Centro de Referência de Saúde o Idoso, que oferecerá atendimentos médicos. “Será um local que se tornará referência para este público, pois esta gestão tem a responsabilidade em todos os setores da sociedade e busca atingir todas as faixas etárias”, disse.

Papi
– Atualmente cerca de 1.200 idosos são atendidos pela Sedes, através do programa de Atenção à Pessoa Idosa (Papi). Eles estão organizados em 30 grupos de convivência, distribuídos em 23 bairros de João Pessoa. Qualquer pessoa a partir dos 60 anos, independente de condição sócio-econômica ou gênero, pode participar do programa, praticando atividades físicas, recebendo acompanhamento psicológico e social, tirando dúvidas e orientação sobre seus direitos.

O Papi ainda atende e acompanha casos de idosos vítimas de maus tratos ou em situação de abandono, seja através de denúncias que chegam à Secretaria, à Curadoria do Cidadão ou ao Conselho Municipal do Idoso.