Império do Samba é a grande vencedora do Carnaval Tradição

Por - em 20

O pessoense conheceu na tarde da última quarta-feira (6) as campeãs do Carnaval Tradição 2008. A Império do Samba, escola do bairro do Roger, foi a grande vencedora. Entre os clubes de orquestra, o campeão foi ‘Bandeirantes da Torre’. Já na categoria ‘A la Ursa’, o Urso da Paz, do Grotão, ficou em primeiro lugar. A tribo indígena que apresentou a melhor performance do Carnaval Tradição foi a ‘Pele Vermelha’, do Cristo Redentor. A batucada ‘Nova Liberdade’, de Bayeux, ficou com o primeiro lugar da categoria.

A apuração foi acompanhada por dezenas de foliões torcedores e integrantes das agremiações carnavalescas, que lotaram o Largo de São Pedro. O ‘Desfile das Campeãs’ acontece no sábado (9), a partir das 18h, na Avenida Duarte da Silveira.

Premiação – O Carnaval Tradição premia as três agremiações melhores colocadas em cada categoria, com R$ 3 mil para a campeã nas categorias escolas, clubes e tribos; R$ 2.500 para a vice-campeã e R$ 2 mil para as terceiras colocadas. Já nas categorias ‘A la ursa’ e ‘Batucada’, a premiação é de R$ 2 mil para a campeã; R$ 1.500 para a vice e R$ 1 mil para a terceira.

As vencedoras – A Associação Cultural ‘Império do Samba’, a grande campeã do ‘Carnaval Tradição’ deste ano, foi fundada no dia 07 de novembro de 2004, com o objetivo, não só de engrossar as fileiras do ‘Carnaval Tradição’, mas também de ampliar suas atividades na área cultural e desenvolver a cidadania entre crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, sem deixar de nivelar suas atividades com questões de gênero, raça e etnia.

A Presidente da ‘Império do Samba’, Fernanda Bevenutt, ao mesmo tempo que agradece a dedicação de todos os integrantes e da comunidade do Roger, dedica este título a um grande símbolo do Carnaval da Capital. “Este ano, dedicamos o título de campeão a toda a comunidade do Roger e ao grande companheiro João Balula que, mesmo sendo de uma outra agremiação, é imprescindível para fazer o carnaval da cidade. Ele fez muita falta este ano. Estamos todos esperando a sua volta, o mais rápido possível”, declarou.

Campeão da categoria, o Clube de Orquestra Bandeirantes da Torre foi fundado no dia 21 de abril de 1950, quando um grupo de amigos criou o clube ‘Tiradentes Esporte Clube Recreativo’. A equipe também foi responsável pela fundação do ‘Clube Carnavalesco Bandeirantes da Torre’, logo no ano seguinte (1951), passando a se chamar ‘Tiradentes Esporte Clube Recreativo Bandeirantes da Torre’ e filiando-se à Federação Carnavalesca de João Pessoa. O nome surgiu da escolha de um dos fundadores quando retornou de uma viagem a São Paulo e conheceu a história dos bandeirantes. Este é o 19° título do Clube.

Beto do Bandeirantes, um dos coordenadores do Clube de Orquestra, fala do esforço de botar o grupo na rua. “Apesar de todas as dificuldades que passamos, agradeço profundamente a participação de todos, desde as costureiras, que confeccionaram as fantasias, até os batuqueiros e dançarinos, que coloriram e deram o brilho na avenida, lembrou.