Informatização das unidades de saúde agiliza marcação de consultas

Por - em 20

A implantação da Central de Saúde e a informatização das Unidades de Saúde da Família (USF) estão dando mais agilidade na marcação de exames e consultas em João Pessoa. Até o momento, já são 43 unidades, além de centros de saúde informatizados e integrados ao sistema de regulação. A meta da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) é ainda este ano integrar toda a rede da Capital.

Desde o mês de maio do ano passado, as consultas e exames especializados estão sendo agendados de forma descentralizada na própria USF, onde os procedimentos são marcados por meio de um sistema que possibilita que o usuário já saia da unidade com a data, a hora e o local do atendimento. Esse procedimento passou a abranger consultas especializadas e exames como patologia clínica, radiodiagnóstico, ultrassonografia, tomografia, endoscopia, teste ergométrico e ecocardiograma.

No período de maio a dezembro de 2007, foram realizados 759.918 procedimentos através da Central de Saúde para João Pessoa e municípios referenciados, sendo 149.248 consultas especializadas, 505.293 patologia clínica, 41.928 radiodiagnóstico, 44.007 ultrassonografia, 11.990 diagnose e 7.552 tomografia computadorizada.

De acordo com a gerente de regulação do município, Cláudia Veras, o acesso aos procedimentos de média e alta complexidade é feito através das centrais de regulação, sendo possível o monitoramento da oferta de acordo com a necessidade dos usuários. Já as consultas e exames pactuados com os municípios do interior são marcadas via internet na própria cidade de origem.

Na Unidade de Saúde do Grotão III, por exemplo, sem enfrentar filas, o usuário já sai com a consulta ou exame marcados. Uma demonstração disso pôde ser verificada na última sexta-feira (8), quando a dona-de-casa Jovelina da Silva Pereira, 63 anos, foi até a unidade com seu marido, que é deficiente visual, e consegui marcar exame no estômago para a manhã da quinta-feira (14) no Cais de Jaguaribe.

“Agora, com o computador, conseguimos marcar a consulta mais rápido e não precisamos vir cedo e enfrentar filas”, destacou dona Jovelina. Outra usuária, Joana Silva dos Santos, moradora do Grotão, foi à unidade na manhã da mesma sexta-feira (8) e marcou seus exames já para a terça-feira (12), no Hospital Universitário.

A médica da Unidade do Grotão III, Socorro Serrano, lembrou que desde a informatização e a integração ao sistema de regulação, a equipe conseguiu regularizar as marcações acumuladas. De acordo com ela, apenas os procedimentos de ultrassonografia e mamografia ainda não estão sendo marcados com tanta agilidade na unidade.

“A nossa meta é que todos os usuários saiam da unidade com a consulta ou exame marcados. Isso é bom para o trabalho do médico e, principalmente, para a o usuário, que não enfrenta filas e não precisa vir várias vezes à unidade para tentar marcar sua consulta”, concluiu Socorro Serrano.