Integração temporal começa a funcionar no próximo dia 26

Por - em 36

A primeira etapa do sistema de integração temporal nos transportes coletivos em João Pessoa passa a funcionar a partir das zero hora do próximo dia 26 de junho. O anúncio foi feito pelo prefeito Ricardo Coutinho (PSB), na abertura da 66ª Reunião do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes de Transportes Urbano e Trânsito, que acontece até esta sexta-feira (13), no Hotel Caiçara.

As linhas que fazem o trajeto pela Avenida Cruz das Armas serão as primeiras beneficiadas. O projeto compõe um conjunto de melhorias voltadas para o melhor fluxo do trânsito, que inclui o Terminal de Integração e a Bilhetagem Eletrônica, desenvolvido pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), por meio da Superintendência de Transporte e Trânsito (STTrans).

Com a integração temporal, o usuário de transporte coletivo poderá realizar a transferência de uma linha para outra em qualquer parada de ônibus onde elas se cruzem, dentro de um intervalo de tempo pré-estabelecido, sem pagar outra passagem. O superintendente da STTrans, Deusdete Queiroga, explicou que a intenção é implantar a integração temporal em toda a cidade, mas o funcionamento em uma área restrita é necessário para identificar eventuais problemas que precisem de correção.

Como funciona – Um usuário que mora no bairro do Valentina de Figueiredo e trabalha no Distrito Industrial pode usar a integração temporal da seguinte forma: embarca no ônibus 118, desce em um ponto de Cruz das Armas e pega a linha 115 com destino ao Distrito.

Ao passar o bilhete eletrônico no ônibus 118, aparecerá na tela o tempo da primeira viagem até o ponto de retorno, acrescido de mais 30 minutos. É este período que o usuário tem para fazer a integração com a outra linha.

O diretor de Transportes da STTrans, Adalberto Alves Araújo, explica que todas as linhas que passam pelo corredor de Cruz das Armas serão atendidas pela integração temporal neste primeiro momento. “Além disso, os ônibus serão sinalizados para facilitar o acesso da população. “Enquanto ele estiver dentro do prazo, ele só pagará uma passagem. Passado esse tempo, a pessoa pagará outra”, destacou Adalberto.

Ações permanentes – O prefeito Ricardo Coutinho disse que a questão do transporte e do trânsito em todo o país é muito séria, pois as cidades brasileiras estão congestionadas devido ao aumento do número de veículos e das difíceis vias de acesso. Ele acrescentou que ações mais consistentes nesse sentido devem ser tomadas em parcerias com as três esferas de governo: municipal, estadual e federal. Nesse momento, ele relembrou algumas dessas ações que foram implantadas na Capital paraibana em apenas três anos e meio e agora sendo ampliadas pelo sistema de integração temporal.

“O sistema de transporte e trânsito no Brasil é uma questão ambiental, energética e de saúde pública. Precisamos de um tratamento de choque para resolvermos essas questões tão sérias. Desde o início dessa gestão, resolvemos implementar políticas públicas eficazes para melhorar esse sistema na Capital, como o Terminal de Integração, a Bilhetagem Eletrônica, ampliação e restauração dos grandes corredores, alças de ligação com outros trechos, iluminação pública e melhoria da sinalização semafórica, substituição de abrigos em concretos de paradas de ônibus por estruturas mais seguras e econômicas e aumento da frota”, relatou Ricardo.

A Prefeitura de João Pessoa também preparou uma campanha publicitária para explicar aos usuários dos transportes coletivos o novo sistema de integração. Com o slogan ‘Integração Temporal. O Terminal no seu bolso’, a campanha começa a ser veiculada na próxima semana nos meios de comunicação (rádio, jornal, TV), além da distribuição de panfletos nos bairros onde terá início a integração temporal, com a ajuda dos delegados do Orçamento Democrático.

Fórum – Durante os dias 12 e 13 de junho os responsáveis pela gestão de transporte urbano e trânsito terão a oportunidade de estabelecer um canal permanente para discutir temas importantes e trocar de experiências bem sucedidas nessas áreas em suas cidades. Nesses encontros os dirigentes terão a oportunidade de discutir o acesso da população ao transporte público de qualidade e preços de tarifas mais justos, além de debater problemas enfrentados hoje em todas as cidades brasileiras.

Ainda no período da manhã, a programação seguiu com um debate sobre a integração temporal, experiências e perspectivas. À tarde, a programação conta com reunião dos secretários e dirigentes ligados à questão do trânsito

Estavam presentes à cerimônia, além do prefeito e de secretários municipais, o presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes de Transporte Urbano e Trânsito, Oswaldo Lima Neto; o superintendente da ANTP, Marcos Pimentel Bicalho, secretários e dirigentes, ligados à questão do transporte e trânsito.