Internas do Juliano Moreira serão transferidas para Residência Terapêutica

Por - em 34

O prefeito de João Pessoa Ricardo Coutinho (PSB) e a secretária de saúde Roseana Meira visitaram, na manhã desta terça-feira (11), um grupo de idosas internas no Complexo Juliano Moreira, que serão transferidas, ainda este mês, para a Residência Terapêutica que funcionará no Alto do Céu, em Mandacaru.

A mudança faz parte do programa Residência Terapêutica, parceria entre o Governo Federal e o Governo Municipal, que prevê o acolhimento de pacientes com transtornos mentais egressos dos Hospitais Psiquiátricos.

O prefeito Ricardo Coutinho ressaltou que essa iniciativa é fruto de um projeto de Lei estadual de sua autoria, apresentado no ano de 2002, que prevê a regulamentação da reforma psiquiátrica na Paraíba. Ele defendeu a reestruturação da rede de saúde mental dentro da política anti-manicomial.

Antes da visita, os gestores do município se reuniram com a superintendente Alexina Bezerra e Arilene Melo, diretora técnica do Complexo Juliano Moreira, para discutir a política de saúde mental no estado e no município. O prefeito e os gestores da saúde conheceram de perto a realidade dos internos na unidade de saúde e conversaram com as idosas, com idade entre 56 e 65 anos, que moram no hospital desde que foram abandonadas por suas famílias. Pelo menos oito pacientes com transtornos mentais serão transferidas para a Residência Terapêutica.

A secretária de saúde Roseana Meira destacou que as idosas internas no Juliano Moreira estão aqui há muitos anos e perderam a referência das suas famílias e com o mundo exterior, mesmo algumas tendo condições de convivência social. Ela explicou que na nova residência elas terão acompanhamento terapêutico e estímulos para sua sociabilização e resgate da autonomia.

Cínthia Bezerra Galisa, psicóloga da área de saúde mental do município, disse que as atividades terapêuticas serão desenvolvidas no Centro de Atenção Psicosocial (CAPS) Gutemberg Botelho, em Tambauzinho. Ela explicou que as idosas também poderão ser atendidas na unidade de saúde da Família do Alto do Céu, que fica localizada próxima à Residência Terapêutica.

De acordo com a psicóloga, algumas idosas estão vivendo há mais de 20 anos no Complexo Juliano Moreira em condições que não possibilitam a sua sociabilização e o desenvolvimento de sua cidadania. A senhora Maria da Conceição, que há quase 20 anos foi abandonada pela família, está ansiosa para se mudar com as amigas para a nova residência. Mesmo com poucas palavras, o seu sorriso e os olhos brilhantes durante a visita, demonstraram toda a esperança de uma vida mais digna.