Investimentos na área ultrapassam R$ 45 milhões em seis anos

Por - em 28

A Estação Cabo Branco – Ciência Cultura e Artes é o retrato da nova visão do turismo em João Pessoa. Beleza, natureza, cultura, história e arte chamam atenção dos visitantes. E é com a mesma sintonia das formas impressas na obra de Oscar Niemeyer que o turismo avança na Capital paraibana. Os investimentos da Prefeitura Municipal de João Pessoa em obras ligadas direta e indiretamente ao setor nos últimos seis anos ultrapassam R$ 45 milhões.

A cidade, que encanta o professor de português Olmiro Carvalho, se consolida como um dos mais promissores destinos turísticos do Nordeste. O professor, que está visitando a cidade pela primeira vez, já pensa em imitar a amiga e também professora Angela Borro, que morava em Cuiabá e há um ano se mudou definitivamente para João Pessoa. “A cidade é linda, isso aqui é um sonho. Moro em Curitiba, mas me apaixonei por João Pessoa. Aqui as pessoas são receptivas, o clima é agradável, tem qualidade de vida. Se tudo der certo vou me mudar definitivamente para cá”.

Para o secretário de turismo de João Pessoa, Francisco Linhares, além dos investimentos que a PMJP tem feito, a elaboração do Plano Diretor de Turismo da Capital é um verdadeiro divisor de águas na administração do prefeito Luciano Agra. “A ação mais significativa da atual gestão é a criação do Plano em parceria com o trade. É um instrumento estratégico com metas a médio e longo prazo, estabelecendo prioridades, o que vai possibilitar um salto de qualidade no turismo em João Pessoa”.

O resultado dos investimentos e do compromisso da gestão municipal com o desenvolvimento do turismo pode ser visto em toda a cidade e dimensionado através de pesquisas, como a realizada desde 2008 pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), que aponta avanços significativos em 13 dimensões diferentes, que vão desde obras de infraestrutura a aspectos sociais.

A pesquisa, intitulada ‘Estudo de Competitividade dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento do Turismo Regional’, revela que a cada ano a Capital paraibana dá novos passos rumo a excelência. Encomendado pelo Ministério do Turismo e feito pela Fundação Getúlio Vargas em parceria com o Sebrae Nacional o estudo revelou que João Pessoa superou todos os índices do Brasil na mais recente pesquisa realizada em 2010.

Números da pesquisa – De acordo com o estudo, a média geral da cidade subiu de 66,1 em 2009 para 69,0 em 2010, um acréscimo de 2,9 pontos superando a média nacional que ficou em 56,0. O quesito que mais se destacou foi Monitoramento, onde João Pessoa atingiu 70,7, o dobro da média brasileira, que ficou em 35,3.

A maior nota da Capital paraibana foi com relação à ‘Capacidade Empresarial’, que atingiu a marca de 91,2, bem à frente da média nacional, que é de 57,0. Os outros aspectos pesquisados foram: Infraestrutura Geral; Acesso; Serviços e Equipamentos Turísticos; Atrativos Turísticos; Marketing e Promoção de Destino; Políticas Públicas; Cooperação Regional; Economia Local; Aspectos Sociais; Aspectos Ambientais e Aspectos Culturais.

 

Além de superar a média nacional, a Capital apresentou crescimento em 10 dos 13 itens avaliados quando comparados os números de 2009 e 2010. O índice que mais cresceu foi Aspectos Ambientais, que subiu de 63,1 em 2009 para 70,8 em 2010, um acréscimo de 7,7 pontos.

O estudo – O relatório 2010 é o terceiro da série iniciada em 2007 e resulta da pesquisa de campo realizada pela FGV entre abril e outubro de 2010. O documento representa o marco zero para medição do índice da competitividade dos 65 destinos. A ideia do estudo de competitividade surgiu da ausência de indicadores sobre desenvolvimento e evolução do turismo nos municípios e serve de instrumento de acompanhamento estratégico para que os destinos estudados possam analisar os indicadores e utilizar esses dados para planejar e desenvolver o setor.