Jardins do Centro Administrativo recebem mudas de ipês-branco

Por - em 21

Os jardins do Centro Administrativo Municipal (CAM), na Água Fria, ganham na próxima segunda-feira (15) novas mudas de ipês-branco. O plantio, que tem início às 9h, vai ter a participação do prefeito Ricardo Coutinho. O estímulo à cultura do verde tem sido um dos carros chefes da gestão municipal, onde a Prefeitura tem adotado ações e programas que incentivam e valorizam cada vez mais a prática do plantio de arvores, criações de jardins e quintais. O resultado é que desde 2007 foram plantadas em João Pessoa quase 41 mil novas árvores, todas de espécies originárias da Mata Atlântica.

As mudas de ipê-branco foram produzidas no Viveiro Municipal de Plantas Nativas, que fica no Sesc-Gravatá, no Valentina Figueiredo. Na idade adulta, as árvores atingem a altura de quatro metros. Essa espécia foi escolhida por se tratar de uma árvore rara da Mata Atlântica. Entre os vários tipos de ipês (roxo, amarelo e rosa), o branco se destaca por estar ameaçado, quase entrando na lista das árvores em fase de extinção. A expectativa é que as mudas que serão plantadas na segunda-feira vivam em torno de 100 anos.

Beleza rara – Segundo o chefe da Divisão de Botânica da Secretaria do Meio Ambiente (Semam), o agrônomo Anderson Fontes, outro fator levado em consideração para a escolha do ipê-branco é a praticidade de seu tamanho. “Por se tratar de uma árvore de pequeno para médio porte, ela se adequa perfeitamente à arborização urbana, sem prejudicar as fiações da iluminação pública”, explicou.

Anderson revela que com uma flor rara e também efêmera, não há quem não se admire com esta árvore-neve a contrastar na paisagem. “Fica difícil passar incólume diante de sua beleza. Não é à toa que é amplamente utilizada no paisagismo de jardins, praças e ruas”, disse.

Viveiro Municipal de Plantas Nativas – Implantado em setembro de 2006, o Viveiro Municipal de Plantas Nativas ocupa uma área de 1,5 hectares e destina-se ao cultivo de mudas de plantas arbóreas nativas. As mudas servem para restaurar áreas degradadas, além de dar suporte à arborização urbana em praças, parques, jardins e avenidas da Capital. A iniciativa do viveiro, que funciona no terreno da zona rural da cidade, é fruto de uma parceria firmada entre a Prefeitura de João Pessoa, através da Secretaria do Meio Ambiente (Semam) com a Federação do Comércio (Fecomércio).

O viveiro foi criado para subsidiar o programa “João Pessoa Verde para o Mundo”, cuja meta é atingir 50 mil novas árvores na cidade, principalmente em áreas degradadas, até o ano de 2012. Entre as plantas nativas encontradas no viveiro estão exemplares de ipê-amarelo, ipê-roxo, ipê-branco, acácia, sibipiruna, oitizeiro, pau-brasil, pau-ferro e pau-jangada, entre outras. O lugar abriga um total de 104 espécies de plantas nativas.