Jerry Adriani encerra Festa das Neves no dia do aniversário de João Pessoa

Por - em 88

O cantor Jerry Adriani, a banda Omelete e a Orquestra de Câmara da Cidade de João Pessoa (OCCJP) junto com o coral Villa-Lobos coroaram a última noite de apresentações da Festa das Neves 2012, no Ponto de Cem Réis, no dia do aniversário de 427 anos da Capital paraibana (5 de agosto).

Já passava das 23h quando o “rebelde” da Jovem Guarda subiu ao palco anunciando a sua chegada com a música “Quem não quer”, uma marca registrada dos seus shows. O evento foi promovido pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Fundação Cultural (Funjope).

Segundo Jerry Adriani, esta já é a terceira vez que participa da Festa das Neves. “É sempre um prazer estar em João Pessoa. Eu venho aqui há 40 anos e acompanhei o progresso dessa cidade encantadora. Um lugar que eu moraria tranquilamente: muito astral e bonito”, afirmou o cantor, que revelou ser devoto de Nossa Senhora das Neves, padroeira da Capital.

No repertório do show estiveram canções de sucesso como “Broto Legal”, “Namoradinha de um amigo meu”, muito rock com “Whisky a go go” , “I can´t get no satisfation” e, claro, não podia faltar as interpretações musicais de Elvis Presley e Raul Seixas, que estão incluídas no novo projeto “Jerry toca Raul e Elvis”, que se inicia em 11 de setembro pelo País.

OCCJP e Omelete – Primeira atração da noite, a Orquestra de Câmara da Cidade de João Pessoa (OCCJP) apresentou-se junto com o coral Villa-Lobos com o “Concerto para a Cidade”, uma homenagem aos 427 anos de João Pessoa. O repertório foi especialmente selecionado para valorizar o trabalho de artistas da terra, como o compositor Genival Macedo, o poeta Antônio Arcela, o maestro Severino Araújo e o nordestino Rei do Baião Luiz Gonzaga.

Depois da tradicional apresentação, subiu ao palco do Ponto de Cem Réis a irreverência, o talento e o humor da banda paraibana Omelete. De acordo com o cantor Sinfrônio Petrônio, a banda, que em breve completa 20 anos, está em clima de aniversário junto com a cidade de João Pessoa. “Cada vez que a gente tem um público especial como este, ficamos muito felizes”, afirmou.

Canções de grandes artistas como Odair José, Sidnei Magal, Wando, Evaldo Braga, Waldick Soriano, Reginaldo Rossi, Carlos Alexandre e muitos outros estiveram presentes no repertório. “No show, a gente traz a melhor seleção de músicas do brega e canções dos anos 70 que atravessaram décadas e que fazem o público cantar”, confirmou.

Cultura Popular – Além das apresentações musicais, os grupos de cultura popular Cambindas Brilhantes de Lucena, Babaus do Mestre Joaquim e Cavalo Marinho Infantil de João Boi se apresentaram no Ponto de Cem Réis, no tablado “Brincantes Brasileiros”.

Tradição – No dia do aniversário de João Pessoa, a população relembrou com emoção histórias vividas com a família ao longo dos anos, na Festa das Neves. Para o professor de história João Carlos, cada ano é uma nova experiência de reviver momentos significativos de toda a sua vida. “Essa é uma festa de comoção, na qual relembramos memórias do passado, encontramos os amigos e revivemos histórias. Essa é uma tradição que nunca pode se acabar”, desejou.

Likaelle Moura é moradora do Centro da cidade e sempre participou de perto de cada detalhe da festa. Este ano, em especial, ela participou com toda a família. “É com muita emoção que trago minha filha pela primeira vez e espero que eu possa ensiná-la a gostar e preservar as tradições e riquezas da nossa cidade. João Pessoa está cada dia mais bonita”, enalteceu.