João Pessoa deve encerrar 2010 com novo recorde de empregos

Por - em 40

João Pessoa deve encerrar 2010 com um novo recorde na geração de empregos, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado quinta-feira (18) pelo Ministério do Trabalho. Entre janeiro e outubro, as empresas do município criaram 7.894 postos de trabalho, o melhor resultado para o período desde o início da pesquisa, em 1997. A quantidade de novas vagas é 38% maior do que a obtida no recorde anterior para o mesmo período, em 2009, quando o saldo ficou em 5.722 postos.

Faltando apenas dois meses para o encerramento do ano, se o mercado continuar contratando no mesmo ritmo, o número de vagas abertas na Capital em 2010 também vai superar o recorde obtido nos 12 meses do ano passado, quando as empresas locais abriram 6.406 postos.

Entre janeiro e outubro deste ano, segundo o Caged, foram efetuadas em João Pessoa, 4.859 contratações, contra 3.716 demissões. Considerando apenas o mês passado, as admissões somam 47.778 e os desligamentos, 39.884, o que resulta em um saldo de 7.894 novos postos. No acumulado dos últimos 12 meses, foram criadas 8.578 vagas, com 55.374 contratações e 46.796 demissões.

A Capital continua sendo o município do Estado a gerar mais empregos. No ano, o município contribuiu com 36% das vagas abertas na Paraíba e, em outubro, com 33,8%. Campina Grande ficou com o segundo lugar, registrando 5.056 novos postos este ano, 36% menos do que o resultado de João Pessoa.

O setor que mais gerou vagas na Capital este ano foi a construção civil. Entre janeiro e outubro, as empresas da área abriram 3.288 postos de trabalho. Em segundo lugar ficou o setor de serviços (com 2.726 vagas) e, em terceiro, o comércio (1.574). Considerando apenas o mês de outubro, a situação muda entre os três principais setores: comércio fica em primeiro lugar (com 421 vagas); serviços (407), em segundo, e construção civil, em terceiro (162).