João Pessoa é a 1ª cidade do NE a firmar convênio com o BID

Por - em 53

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP) é a única do Nordeste a firmar convênio com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para elaboração de um plano de mobilidade sustentável que traga melhorias no sistema viário e de transportes públicos, associado ao respeito ao meio ambiente. A solenidade que marcou a assinatura dessa cooperação técnica entre as duas instituições aconteceu na tarde desta terça-feira (22), no gabinete do prefeito no Centro Administrativo Municipal. O documento foi assinado pelo prefeito Luciano Agra e o representante do BID no Brasil, Fernando Carrillo Florez.

“João Pessoa está no hall das cidades contempladas com doações do BID. Essa parceria representa o desenvolvimento estratégico de uma política pública que converge à cidade e o transporte. Através desse plano, será possível organizar e planejar o transporte e o trânsito de João Pessoa para os próximos 20 anos”, disse o prefeito.

Para elaboração do plano, o BID repassará recursos, através de doação, equivalentes a 400 mil dólares, com uma contrapartida da Prefeitura de João Pessoa na ordem de 100 mil dólares. “O BID é um grande parceiro dos estados e municípios e para nós, é um privilégio contribuir para a o desenvolvimento das cidades, que estão levando em conta o transporte como ferramenta de inclusão social, sem esquecer o meio ambiente. Que João Pessoa seja receptora de novas iniciativas internacionais”, frisou Fernado Carrillo.

Durante a assinatura do convênio, o prefeito destacou a importância de intervenção da engenheira Zélia Agra de Oliveira, que atuou como a primeira interlocutora para firmar essa parceria e consequentemente trazer o recurso para a Capital. O conceito de boa gestão municipal e o equilíbrio financeiro conquistado no atual governo também foram requisitos para o êxito do processo de parceria com o BIB que tem uma larga prestação de serviço na América Latina.

O prazo de elaboração do plano de mobilidade sustentável para cidade de João Pessoa é de 18 meses. Durante esse processo, várias discussão irão acontecer a cerca da reestruturação do sistema viário e introdução do transporte de massa rápido em João Pessoa, reduzindo a emissão de gases nocivos no ar, buscando assim um desenvolvimento de forma plena e responsável. “Após a assinatura do convênio, o próximo passo será a criação do Fórum de debate com a participação de técnicos da Prefeitura e representantes da sociedade civil organizada.”, informou a secretária de planejamento Estelizabel Bezerra.

Nesse projeto serão integradas as secretarias municipais de Planejamento (Seplan), Infraestrutura (Seinfra), Meio Ambiente (Seman) e Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans). O trabalho também terá a colaboração do professor doutor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Nilton Pereira, que é o Coordenador do Plano de Mobilidade Urbana. Em todo o Brasil, apenas outras duas cidades firmaram esse mesmo convênio, que foram o Rio de Janeiro, que vai sediar as Olimpíadas e Copa do Mundo e Curitiba. Minas Gerais e Belo Horizonte estão em fase de estudo para a implantação do mesmo plano em parceria com o BID.