João Pessoa é primeira capital a receber aval do Tesouro Nacional no programa Cidades Emergentes Sustentáveis do BID

Por - em 728

Como resultado do planejamento e do equilíbrio fiscal, a Prefeitura de João Pessoa (PMJP) acaba de receber aval da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) para celebrar a operação de crédito com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que prevê um aporte de U$ 100 milhões (R$ 370 milhões), empregados no planejamento da Capital paraibana para os próximos 30 anos. O programa “João Pessoa Sustentável”, com obras de infraestrutura e de modernização de serviços públicos, é o primeiro aprovado pela rede de municípios do BID no País.

O anúncio da aprovação foi feito pelo prefeito Luciano Cartaxo, nesta terça-feira (12), durante evento da Unesco em Cracóvia, na Polônia. “Essa é uma das etapas mais importantes para o convênio com o BID, o primeiro deste porte já realizado com organismos internacionais em João Pessoa. Estamos inovando na gestão e ampliando o reconhecimento da nossa cidade dentro e fora do País, que vem se consolidando como um exemplo de novas práticas e ações para outras cidades do mundo”, disse Luciano Cartaxo, que apresenta dois painéis no Fórum Mundial de Cidades Criativas.

O gestor, que iniciou o processo de entendimento com o BID ainda durante o período de transição, em 2012, destacou que o programa prepara João Pessoa para alcançar a marca de 1 milhão de habitantes. “Estamos tratando do planejamento a longo prazo, que vai além da nossa gestão. Mesmo durante a crise, João Pessoa soube prezar pelo equilíbrio fiscal, garantindo a sua contrapartida e se consolidando como a primeira cidade da rede a ter a autorização da Secretaria do Tesouro Nacional”, mencionou.

Nesta última fase, o programa passa por última avaliação no Senado Federal para que a operação de crédito, já aprovada pelo BID, seja concluída. “O projeto foi apresentado à bancada dos senadores da Paraíba e chegamos a nos reunir com representantes da STN junto com o senador Cássio Cunha Lima. Esperamos que esse trâmite seja firmado o quanto antes, para que os projetos que já se encontram em fase final de elaboração sejam iniciados o quanto antes”, comentou o prefeito.

Ações – O programa firmado com o BID em João Pessoa prevê um conjunto de 60 medidas para o desenvolvimento sustentável da cidade. Entre elas estão a construção de novas moradias no Complexo da Beira Rio, a implantação do Centro de Controle da Cidade, que une tecnologia com a integração de serviços municipais, além da urbanização e da construção de um parque no entorno do Lixão do Róger. Também integram a Iniciativa de Cidades Emergentes e Sustentáveis do BID (ICES), as cidades de Vitória (ES), Florianópolis (SC), Palmas (TO), Goiânia (GO), Três Lagoas (MS).

Confira vídeo com mensagem do prefeito no link https://drive.google.com/file/d/1kS0FHbzGNWc94TqEPbP3iKtF9ZfFYp1h/view?usp=drivesdk