João Pessoa sedia 3º Festival das Flores no Parque Solon

Por - em 39

A partir desta quinta-feira (10), João Pessoa irá se transformar na Capital das flores. É que a cidade vai sediar o 3º Festival das Flores de Holambra, que vai acontecer até o dia 20 deste mês, das 9h às 18h, no anel interno do Parque Solon de Lucena (Lagoa). O evento é uma realização da associação beneficente Casa da União e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Turismo (Setur).

Segundo o presidente da Casa da União, Ricardo Canella, um dos objetivos do evento é, com a venda das flores, arrecadar fundos para dar prosseguimento às atividades de assistência social da entidade que há anos desenvolve trabalhos beneficentes junto à comunidade do Engenho Velho, na zona rural de João Pessoa. “Acreditamos que com a realização do festival um número maior de pessoas poderá ser atendido pelas nossas ações. Esse também será um bom momento para a população pessoense conhecer um pouco mais dos vegetais e da importância deles, além de poder adquiri-los a preços populares”, destacou.

Quem passar pelo local terá a oportunidade de ver violetas, jasmins, lírios, cravos, samambaias, cactos, tulipas e tuias, algumas das mais de 200 espécies que irão integrar o evento. Como nos anos anteriores, uma das atrações especiais são as plantas exóticas, a exemplo das carnívoras, dos bonsais, begônias, lisianthus, bromélias e orquídeas.

“A singeleza e o perfume das flores é estímulo certo para as pessoas que comparecerão ao festival. E nada mais propício do que o momento natalino para que as pessoas busquem se harmonizar com a natureza”, disse Ricardo Canella. O 3º Festival das Flores de Holambra vem consolidar sua incorporação ao calendário cultural da Capital paraibana, considerada a segunda cidade mais verde do planeta.

Sobre Holambra – Holambra é a principal cidade produtora de flores do Brasil, responsável por 40% do comércio nacional e 80% das exportações de flores e plantas. Localizada a 140 km de São Paulo, a cidade teve sua origem com o processo de imigração holandesa ocorrido logo após o término da II Guerra Mundial.

Em 1957, foram introduzidos os primeiros bulbos de flores, na região, dando início ao que seria o maior centro produtivo de flores do país. Em 1981 aconteceu a I Expoflora de Holambra, que teve como objetivo divulgar o trabalho desenvolvido pelos filhos dos imigrantes. A Expoflores se transformou, com o passar do tempo, na maior manifestação cultural da imigração holandesa na América Latina. Hoje com 26 anos, é denominada Feira das Flores de Holambra.