João Pessoa sedia Torneio Internacional de Xadrez

Por - em 49

A Capital sedia a partir desta sexta-feira (30), na Estação Cabo Branco – Ciência Cultura e Artes, no Altiplano, o ‘1º Torneio Internacional de Xadrez Cidade de João Pessoa’. O evento é uma iniciativa da Confederação Brasileira de Xadrez (CBX), Federação Paraibana de Xadrez (FPBX), com o apoio da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através das Secretarias de Esporte, Juventude e Recreação (Sejer) e da Educação (Sedec).

O Torneio, que será aberto às 14h, na sala de Convenções 2, com entrada gratuita, reunirá enxadristas do Brasil, Argentina, Peru e Portugal até a próxima quarta-feira (04) em nove rodadas de competições, sendo duas por dia, nos horários das 9h às 21h. Os dez participantes do Torneio, valendo norma para Mestre Internacional (MI) são: GM (Grande Mestre) Darcy Lima (BRA), GM Luis Galego (POR), MI Fernando Diogo (POR), MI Jorge Chauca (PER), MF (Mestre FID) Ernerto Rodi (ARG), MF Francisco Cavalcanti (PB), MF Carlos Henrique Pinto (RN), MN (Mestre Nacional) Marcos Souza (PB) e MF Luismar Brito (Avulso). Devido o feriado do Dia de Finados, na segunda-feira (02) não haverá competição.

De acordo com Francisco Cavalcanti, integrante da comissão organizadora do Torneio, professores e alunos da rede municipal, que integram o Projeto Xadrez nas Escolas, foram convidados a assistir as disputas e assim vivenciarem novas experiências, observando o comportamento e as estratégias de grandes competidores internacionais e nacionais, em nível profissional. Ele afirmou que as partidas servirão também como capacitação para os professores de xadrez do município.

Para o secretário de Esporte, Juventude e Recreação da Capital, Alexandre Urquiza, o Projeto Xadrez nas Escolas tem atraído a presença de grandes personalidades do xadrez no País. Além disso, segundo ele, a PMJP está garantindo continuidade ao aprendizado do xadrez a todos os alunos que praticam o esporte, mas que já terminaram o Ensino Médio. “Para que os alunos que fazem xadrez nas escolas, ao terminarem o Ensino Médio, não fiquem fora do aprendizado e das competições, a atual gestão resolveu introduzir o esporte nos Centros de Referência da Juventude, para que esses jovens continuem no caminho do xadrez, que é um instrumento importante para desenvolver o intelecto”, afirmou Urquiza.

De acordo com dados da Sedec, na Capital, o Projeto Xadrez nas Escolas abrange quase 100% escolas da rede municipal e um Centro de Referência da Juventude. Atualmente, mais de 2 mil alunos do município praticam a modalidade.