João Pessoa sedia ‘VI Olimpíada Brasileira de Robótica’ em agosto e inscrições já estão abertas

Por - em 163

As inscrições para a ‘VI Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR 2012)’ já começaram e prosseguem até o dia 20 de julho. As inscrições são gratuitas e abertas para estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de escolas públicas e particulares. Assim como no ano passado, a etapa estadual da competição será realizada na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no dia 11 de agosto.

O representante da etapa estadual da Olimpíada, o professor Fagner Barbosa Ribeiro, disse que no ano passado mais de 50 equipes de escolas públicas e privadas foram inscritas. “Em 2011 existia um limite de equipes por escola, este ano não existe. Isso nos levar a crer que vamos ultrapassar e muito o número de inscritos em relação à edição passada”, afirmou.

Inscrições – Para participar da OBR 2012 é necessário que um representante da escola (professor ou funcionário) cadastre a instituição de ensino através do endereço eletrônico www.obr.org.br. Após preencher o formulário com os dados da escola, o representante poderá cadastra um ou mais professores, que ficarão responsáveis por cadastrar todos os alunos interessados em participar da olimpíada. É importante esclarecer que o aluno não pode se cadastrar sozinho, somente o representante da escola ou um professor já cadastrado.

O evento é uma parceria entre a Universidade Estadual Paulista (UNESP), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). A entrada é gratuita, pública e sem fins lucrativos. “A ideia é despertar o interesse de alunos e professores por ciência e tecnologia, com foco principal na robótica para inclusão tecnológica”, comentou o chefe de Gestão Educacional da Estação Cabo Branco, Wetervan Fernandes.

Etapas – A OBR é dividida em três modalidades: teórica, teórica/prática (Duathlon) e outra apenas prática. A modalidade Teórica é direcionada para alunos do ensino fundamental que ainda não têm conhecimento em robótica. A prova será realizada simultaneamente em todas as escolas inscritas e os representantes de cada instituição ficarão responsáveis por aplicar, corrigir, divulgar e lançar as notas e a classificação dos alunos no sistema da OBR.

A modalidade Duathlon é realizada em duas fases distintas. A primeira é constituída de uma prova teórica e será aplicada na mesma data em todas as escolas participantes. A segunda fase é uma final prática realizada com os melhores alunos de cada Estado. Os alunos aprovados para a fase final receberão, gratuitamente, um minicurso de robótica básica ministrado pela OBR, seguido de desafios práticos em que os estudantes terão que construir e programar robôs com kits fornecidos pela organização para executar tarefas que somente serão reveladas no local da competição. Para participar da modalidade Duathlon não é necessário nenhum conhecimento prévio ou contato com a robótica.

A modalidade prática é dividida em dois níveis: o primeiro para alunos do ensino fundamental e o segundo para estudantes do ensino médio e técnico. Esta prova envolve exclusivamente robôs físicos, o que exige dos participantes um conhecimento básico em robótica. A OBR estabelece anualmente uma tarefa, e os alunos deverão construir robôs que atendam a esta tarefa. Os robôs podem ser integralmente construídos pelos estudantes ou podem ser construídos utilizando kits robóticos (a critério dos participantes). Os estudantes devem compor equipes de no máximo 4 participantes, e os membros de um grupo devem pertencer necessariamente ao mesmo nível. Cada equipe deve ter um nome (será necessário para sua inscrição).

A tarefa divulgada pela OBR este ano é a de resgate de vítimas. Os robôs irão percorrer um percurso pré-estabelecido, repleto de obstáculos. Cada nível terá suas especificidades e a pontuação levará em conta o tempo gasto, as manobras realizadas para evitar os obstáculos e o número de tentativas realizadas para completar a tarefa.

A prova Prática é segmentada em duas etapas: uma estadual, realizada na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no dia 11 de agosto; e a etapa final, disputada pelos melhores alunos de cada Estado, realizada em conjunto com a Competição Brasileira de Robótica (CBR). Este ano a final da Olimpíada Brasileira de Robótica será realizada em Fortaleza, entre os dias 15 e 21 de outubro.

Premiações – Um dos objetivos da Olimpíada é estimular os jovens em todo o território nacional por ciência e tecnologia. Como forma de reconhecimento à dedicação dos participantes, a OBR realiza a distribuição de um grande número de medalhas e certificados, além de oferecer cursos gratuitos de robótica, apoiar alunos para a participação na fase final e apoiar alunos para participar da competição internacional de Robótica, a RoboCup. As premiações são conferidas de formas e com objetivos diferentes. Além disso, a OBR fornece certificados de participação para todos os estudantes inscritos; para as escolas que tenham um elevado número de alunos participantes e para todos os alunos premiados com medalhas, em nível estadual e nacional.

A ORB faz parte das Olimpíadas Científicas, que promovem olimpíadas de matemática, física, história do Brasil, química, astronomia e astronáutica. O evento tem o objetivo de atuar como instrumento para melhoria do ensino fundamental e médio, bem como identificar jovens talentos que possam ser estimulados para carreiras técnico-científicas.

 

SERVIÇO:

VI OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ROBÓTICA

Inscrições: www.obr.org.br

Prova Prática: 11 de outubro

Local: Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, bairro Altiplano.

Informações: 3214 – 8303 / 3214- 8270