João Pessoa terá dois núcleos para tratamento alternativo da saúde

Por - em 206

A cidade de João Pessoa terá dois Núcleos de Práticas Integrativas e Complementares até o final deste ano. Em aproximadamente 30 dias, o primeiro núcleo deve começar a funcionar no bairro do Valentina Figueiredo, oferecendo serviços alternativos de saúde, como consultas médicas homeopáticas, acupuntura, yoga, terapias comunitárias, danças circulares e Tai chi chuan, arte marcial chinesa. Algumas práticas já são oferecidas no Parque Arruda Câmara (Bica) desde abril deste ano e qualquer pessoense pode utilizar os serviços.

A coordenadora das Práticas Integrativas e Complementares da secretaria de Saúde de João Pessoa, Adriana Almeida, informa que o prédio do Valentina deve ficar pronto em torno de duas semanas e após este período os equipamentos serão instalados no local. O atendimento será gratuito, por intermédio do Sistema Único de Saúde (SUS) e as consultas serão marcadas por meio das Unidades de Saúde da Família (USF).

O núcleo está localizado na Avenida Ulisses Alves Pequeno, onde funcionava o antigo Capes. De acordo com o diretor de obras da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), Joaquim Almeida, a adaptação do prédio para a instalação do núcleo está quase pronta. “Aproximadamente 95% dos serviços já foram realizados. A equipe da Seinfra está dando os últimos retoques, como a pintura das paredes do prédio”, diz ele.

Conforme Joaquim Almeida, foram feitas algumas modificações na estrutura interna do prédio para que possa funcionar como unidade de práticas integrativas. “Foram derrubadas algumas estruturas e construídas outras para que houvesse uma adequação às necessidades do centro”.

Adriana Almeida destaca que o objetivo do núcleo é oferecer serviços que possibilitem qualidade de vida à população por meio de práticas de atividades saudáveis e em grupo, aliadas à medicina homeopática e fitoterápica. De acordo com ela, a criação do núcleo é uma novidade no tratamento da saúde na Paraíba, ao oferecer práticas diferenciadas.

“As consultas serão realizadas de modo diferente do convencional. Na homeopatia há uma conversa mais demorada com o paciente. As sessões de massoterapia e acupuntura também são demoradas porque é preciso haver relaxamento. Nosso objetivo é promover a sensação de bem estar”, explica ela.

O espaço vai comportar diversos ambientes como sala para acupuntura, massoterapia, consultas homeopáticas, almoxarifado, lavanderia, além de auditório com capacidade para45 pessoas sentadas e brinquedoteca. Na parte administrativa dos dois prédios haverá recepção, sala de espera, diretoria, depósito, copa, vestuários, área para armazenamento de materiais, banheiros e pátios.

Na unidade dos Bancários, que terá uma área de aproximadamente 1.270 metros quadrados, também haverá um laboratório para a preparação dos medicamentos homeopáticos e à base de plantas medicinais. Já na parte externa, haverá um estacionamento e uma praça, que será construída na frente do acesso principal do núcleo de saúde.

O prédio dos Bancários está sendo construído na Avenida Sérgio Guerra, a via principal do bairro. De acordo com o diretor de obras da Seinfra, Joaquim Almeida, a construção do núcleo teve seu cronograma atrasado por causa de problemas de drenagem no terreno.

“Em decorrência das chuvas formou-se um pequeno lago de água no local e antes dedar continuidade à construção do estabelecimento, tivemos de resolver  o problema da drenagem, mas isto não significa que não possamos entregar a obra pronta até o fim deste ano, como estava previsto inicialmente”, explicou o engenheiro.

As contratações dos profissionais para o núcleo já estão acontecendo. Vão atuar profissionais do quadro fixo da saúde municipal, que estão capacitados para o trabalho, e estão sendo selecionados prestadores de serviço para aplicar as técnicas que serão oferecidas. São médicos homeopatas, acupunturistas, massoterapeutas, e professores de dança e Tai chi chuan, além de pessoal do quadro administrativo.

Serviços – A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) já oferece a realização de práticas integrativas no Parque Arruda Câmara (Bica) desde abril deste ano, em uma parceria da secretaria municipal de Saúde (SMS) e da secretaria de Meio Ambiente (Semam).

De acordo como coordenador, Sérgio Holanda, o acesso às atividades coletivas, é feito por meio de encaminhamento das USFs, ou o interessado pode se dirigir ao local das práticas nos dias em que acontecem. Quanto às práticas individuais, é necessário agendamento pelo telefone 3218 9841.

As práticas coletivas são realizadas na área próxima ao antigo restaurante do parque. Já as individuais acontecem no prédio do Centro de Estudos e Práticas Integrativas e Complementares (Cepam), localizado no caminho aos pedalinhos.

A cada mês, o Cepam realiza duas caminhadas ecológicas, sendo uma com grupo de idosos sedentários, na primeira segunda-feira do mês, e com grupos de pessoas que já praticam alguma atividade física, na terceira segunda-feira de cada mês.

Calendário de atividades coletivas:

2ª e 4ª feira – Tai chi chuan às 8h e às 14h/ danças circulares – às9h30 e às 15h30.

6ª feira– ginástica laboral às 8h e às 14h/ alongamento, caminhada ecológica erelaxamento, em seguida.

Calendário de atividades individuais:

2ª feira – massoterapia às 8h e às 14h, com dois usuários por turno.

3ª feira – massoterapia às 8h e às 14h/ terapia auricular(semelhante à acupuntura, a técnica consiste na colocação de sementes demostarda na orelha do usuário) alternada/ terapia quântica (pedras de cristalidentificam a harmonia do corpo humano) – às 14h.

4ª feira – massoterapia às 8h e às 14h/ terapia auricular alternada.

5ª feira – biodança às 8h/ massoterapia alternada/ terapia floral às14h.

6ª feira – reike (prática de indução de mãos energiza o corpohumano) às 8h.