João Pessoa vai sediar torneio internacional de xadrez

Por - em 26

A Capital Paraibana será palco do ‘1º Torneio Internacional de Xadrez Cidade de João Pessoa’, que será realizado entre os dias 30 deste mês a 04 de novembro, na Estação Cabo Branco – Ciência Cultura e Artes, no Altiplano. Quatro bandeiras internacionais, como Brasil, Portugal, Peru e Uruguai estarão representadas por mestres do xadrez, que participarão do torneio Schuring (todos contra todos).

O evento é uma iniciativa da Confederação Brasileira de Xadrez (CBX), com realização da Federação Paraibana de Xadrez (FPBX) e apoio da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através das Secretarias de Esporte, Juventude e Recreação (Sejer) e da Educação (Sedec).

Alguns alunos das escolas municipais (que já competem no xadrez) serão convidados a assistir as competições para vivenciarem novas experiências, como o comportamento e as estratégias de grandes competidores internacionais e nacionais em nível profissional.

As competições servirão, também como capacitação para os professores de xadrez da rede municipal de ensino, que além de assistir, estarão aprendendo com as rodadas. De acordo com coordenador do projeto Xadrez nas Escolas da Sedec, Chiquinho Cavalcanti, com a inserção dessa modalidade esportiva, muitos talentos foram descobertos.

Atualmente três alunos de escolas municipais de João Pessoa, descobertos pelo projeto, fazem parte da FPBX. São eles: Luis Antônio (Escola Durmeval Trigueiro); Mateus de Jesus e Yesus Tarvati (Escola Padre Serrão, no Cristo Redentor). Chiquinho acrescentou que as pessoas que tiverem interesse em assistir ao torneio, podem seguir até o local, pois será aberto à população.

Ele lembrou que o campeonato tem um estilo “fechado”, voltado somente para competição e não para premiação. “Daqui do Brasil somente cidades como João Pessoa, Recife, Natal e São Paulo vão participar. A pretensão é que no próximo ano nós possamos realizar um campeonato aberto com premiação para movimentar o País e a cidade”, disse Chiquinho da Sedec.

Competição – Ao todo serão 10 competidores, sendo dois de João Pessoa: MS Fide (Mestre Chiquinho Cavalcanti) e MS Luizmar Brito. Eles jogarão nove partidas todos contra todos. Cada enxadrista jogará duas horas marcadas no relógio, entretanto a competição terá 4h de duração. “Se um dos competidores não conseguir completar a partida, perde a jogada pelo tempo”, explicou Chiquinho.

Para o secretário da Sejer, Alexandre Urquiza, o Projeto Xadrez na Escola tem atraído, de forma mais intensa, a presença de grandes personalidades do xadrez no País. Além disso, segundo ele, a Prefeitura está garantindo continuidade ao aprendizado do xadrez a todos os alunos que praticam o esporte, mas que já terminaram o Ensino Médio.

“Para que os alunos que fazem xadrez nas escolas, ao terminarem o ensino médio, não fiquem fora do aprendizado e das competições, a atual gestão resolveu introduzir o esporte nos Centros de Referência da Juventude, para que esses jovens continuem no caminho do xadrez, que é um instrumento importante para desenvolver o intelecto”, relatou Urquiza.

Xadrez – O projeto Xadrez na Educação Infantil abordando gênero e diversidade abrange 90 escolas da rede municipal e um Centro de Referência da Juventude e é referência nacional para a educação. O xadrez tem dado oportunidade ao crescimento intelectual dos participantes, bem como o exercício da ética e do respeito mútuo, elementos importantes para este esporte. Atualmente, cerca de 2.700 alunos do ensino municipal praticam a modalidade.