Joquinha Gonzaga e Zé Calixto abrem São João de JP nesta quinta

Por - em 73

O músico Joquinha Gonzaga, sobrinho de Luiz Gonzaga, faz elogios à programação do ‘São João de João Pessoa – O Melhor da Gente’, considerado por ele como destaque junino no cenário nacional. O artista é atração da primeira noite do evento, que terá ainda o sanfoneiro campinense Zé Calixto, considerado um dos principais nomes da sanfona de oito baixos no Brasil, além do grupo paraibano Swing Nordestino e do encontro de mestres aboiadores.

Os shows acontecem nesta quinta-feira (23), em palco armado no Ponto de Cem Réis, a partir das 20h. Antes, no mesmo local, o público poderá dançar ao som de trios de forró e de grupos da cultura popular. A realização é da Prefeitura da Capital, por meio da sua Fundação Cultural (Funjope).

Para Joquinha, a iniciativa da Prefeitura é uma verdadeira celebração à cultura nordestina. “Fico admirado. Tem que ter muita coragem e muita personalidade nos dias de hoje para enfrentar o mercado fonográfico e enaltecer o forró puro da nossa verdadeira cultura. Nós, artistas, também nos sentimos fortalecidos com isso. Vir a João Pessoa para uma festa como essa é como tomar um copo de vitamina para reagir e lutar pelo nosso espaço”, destacou.

No repertório preparado por Joquinha Gonzaga para o primeiro dia do ‘São João de João Pessoa – O Melhor da Gente’ não poderia deixar de passar músicas que fizeram sucessos na carreira do seu tio, o Velho Lua. Entre elas estão “Sabiá”, “Sala de Reboco”, “Riacho do Navio” e “Vida de Viajante”, só para citar alguns exemplos.

“A expectativa é grande, porque tenho muita alegria em passar por onde meu tio passou. Principalmente porque Luiz Gonzaga tinha uma história muito particular com João Pessoa. Espero corresponder também a todas as expectativas dos paraibanos”, comentou.

Joquinha Gonzaga – João Januário Maciel, conhecido artisticamente como Joquinha Gonzaga, nasceu em 1952, no Rio de Janeiro. É filho de Raimunda Januário, segunda irmão do Rei do Baião Luiz Gonzaga. Ainda jovem acompanhava o tio em shows por todo o país e no exterior.

 

Em 1986, Joquinha gravou o primeiro disco, intitulado “Forró Cheiro e Xamego”. Dois anos depois, participou de um álbum de Gonzagão cujo nome era “Aí Tem”, cantando “Dá Licença para Mais Um” (de João Silva). A letra narra a história de valorização da família gonzaguiana por meio da música. Em 1989, ele começa a se consolidar como cantor, além de instrumentista. De lá para cá foram dez registros, entre LPs e CDs.

 

Homenagem – Este ano, o São João de João Pessoa tem como tema a “Celebração do Forró”. Todo o evento vai lembrar os 60 anos de carreira e 80 anos de vida do cantor Genival Lacerda. A autenticidade da cultura nordestina mais uma vez é a marca do São João de João Pessoa. Por isso, o evento junino da Capital vai mostrar que a história do povo paraibano permanece viva, traduzida e celebrada por meio de suas tradições.

Zé Calixto – O “poeta da sanfona” Zé Calixto já rodou o país ao lado de artistas como Luiz Gonzaga. Há tempo, o mestre dos oito baixos influencia as gerações de jovens forrozeiros. Com 72 anos de idade e 26 discos lançados, o artista é uma das personalidades mais importantes do forró pé-de-serra no Brasil.

Nascido em Campina Grande, há 50 anos deixou a cidade natal, passando um período no Recife (PE) e chegando ao Rio de Janeiro em 1959, quando lançou o primeiro disco. Ao longo da carreira, fez contatos musicais com nomes importantes da música brasileira, a exemplo de Jackson do Pandeiro e Luiz Gonzaga.

Swing Nordestino – O grupo tem 15 anos de fundação. É formado atualmente por Ailton Vieira, que faz o vocal, Eugênio (sanfona), Ezequiel (zabumba), Adeilton (triângulo), Fernando Júnior (guitarra) e Edmilson (baixo). No repertório desta quinta-feira, os músicos vão incluir composições que foram sucessos nas interpretações de Flávio José, Trio Nordestino, Os Três do Nordeste, Alcymar Monteiro e outros nomes nacionalmente conhecidos.

Ao longo da carreira, Swing Nordestino já gravou dez CDs e sua trajetória rendeu prêmios. Os músicos também chegaram a participar de festivais regionais e se apresentaram tanto no Nordeste como no Sul do país.

Festival de Emboladores – Bem antes, na Praça Rio Branco, haverá das 12h até às 15h o Festival de Emboladores. Vão participar desse evento, incluído dentro da programação do São João, os artistas Lindalva e Lavandeira; Zezinho da Borborema e Curió de Bela Rosa; Zezinho e Carlos Batista; Frank e Nazar; além de Geraldo Mousinho e Ginaldo Mousinho.

Trios de forró e cultura popular – De duas a três atrações por noite vão se apresentar só na tenda da cultura popular, a partir das 19h. No dia 23, o público poderá assistir à dança do Coco Novo Quilombo de Gurugi e a performance dos violeiros Antônio Batista e Severino Paulo. A programação nesse espaço será alternada com a do palco dos shows.

Antes da apresentação da cultura popular, três trios de forró animam o público no palco de shows, das 17h às 19h. Nesta quinta-feira, o arrasta-pé ficará por conta dos Regionais do Forró, Flor de Caruá e Basto do Acordeom.

 

Confira abaixo a programação completa:

Quinta-feira (23/06)

Local: Praça Rio Branco – Festival de Emboladores – 12h

Atrações:    Lindalva e Lavandeira

Zezinho da Borborema e Curió de Bela Rosa

Zezinho e Carlos Batista

Frank e Nazar

Geraldo Mousinho e Ginaldo Mousinho

Local: palco dos shows – 17h às 19h

Atrações:    Regionais do Forró (trio)

Flor de Caruá (trio)

Basto do Acordeom (trio)

Local: tenda da cultura popular – 19h

Atrações:    Coco Novo Quilombo de Gurugi (coco)

Antônio Batista e Severino Paulo (violeiros)

Local: palco dos shows – 20h

Atrações:    Encontro dos Mestres Aboiadores

Zé Calixto

Joquinha Gonzaga

Swing Nordestino

Sexta-feira (24/06)

Local: palco dos shows – 17h

Atrações:    Azulão do Forró (trio)

Os Três do Norte (trio)

Chico Ribeiro & Os Cabras de Mateus (trio)

Local: tenda da cultura popular – 19h

Atrações:    Antônio Costa e Daudete Bandeira (violeiros)

Irmãos Aniceto (pífano) – Ceará

Local: palco dos shows – 20h

Atrações:    Dejinha de Monteiro

Ripa na Chulipa

Sábado (25/06)

Local: palco dos shows – 17h

Atrações:    Raízes do Forró (trio)

Feira de Mangaio (trio)

Baião de Dois (trio)

Local: tenda da cultura popular – 19h

Atrações:    Cirandeiros do Vale do Gramame (ciranda)

Coco da Baía da Traição (coco)

Local: palco dos shows – 20h

Atrações:    Maciel Melo

Biliu de Campina

Domingo (26/06)

Local: palco dos shows – 17h

Atrações:    Forró Fiando (trio)

Forró da Mala (trio)

Alexandre Pé-de-Serra (trio)

Local: tenda da cultura popular – 19h

Atrações:    Seu Cícero (abioador)

Odete de Pilar (Ciranda)

Local: palco dos shows – 20h

Atrações:    Alceu Valença

Pinto do Acordeom

Segunda-feira (27/06)

Local: palco dos shows – 17 às 19h

Atrações:    Eugênio do Acordeom (trio)

Forró Encabulado (trio)

Marluce Forrozeira (trio)

Local: tenda da cultura popular – 19h

Atrações:    Banda de Zé Pretinho (pífano)

Ciranda do Sol (ciranda)

Local: palco dos shows – 20h

Atrações:    Trio Nordestino

Os Três do Xamego

Terça-feira (28/06)

Local: palco dos shows – 17 às 19h

Atrações:    Tamborete de Forró (trio)

Aconchego do Forró (trio)

Forrozeiro do Nordeste (trio)

Local: tenda da cultura popular – 19h

Atrações:    Penha Cirandeira (ciranda)

Ciranda dos Tupinambás (ciranda)

Local: palco dos shows – 20h

Atrações:    Gilberto Gil

Forró Caçuá

Quarta-feira (29/06)

Local: palco dos shows – 17 às 19h

Atrações:    Roberto dos oito Baixos (trio)

Luiz Dias (trio)

Os Meninos do Forró (trio)

Local: tenda da cultura popular – 19h

Atrações:    Reisado de Zabelê (reisado)

Lapinha de São Sebastião (lapinha)

 

Local: palco dos shows – 20h

Atrações:    Genival Lacerda e João Lacerda

Flávio José

Clã Brasil