Jovens utilizam materiais recicláveis e criam peças para exposição

Por - em 35

Papelão, latinhas de refrigerante, cola e plástico. Esses são alguns dos materiais recicláveis que estão sendo usados por 60 jovens para confeccionar os mias variados objetos. A atividade faz parte do projeto ‘Reciclagente’, desenvolvido com filhos de servidores da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur). Esta terça-feira (30) foi o prazo final para que os garotos produzam as peças, que a partir do dia 6 até 11 de novembro serão expostas no Parque Sólon de Lucena.

O ‘Reciclagente’ foi idealizado pela Divisão de Bem-Estar Social (Dibis) da Emlur e tem o objetivo de desenvolver um trabalho sócio-educativo, voltado para a preservação do meio ambiente e limpeza da cidade. Estão participando jovens com idades entre 12 a 16 anos.

Na exposição, que ocorrerá no Parque Sólon de Lucena, serão escolhidos os dez melhores trabalhos. A seleção será feita pelos visitantes do evento. As peças selecionadas irão para exposição no hall do Shopping Tambiá, no período de 9 a 11 de novembro. Desta mostra, um júri de especialistas vai indicar os dois melhores trabalhos. O 1º colocado receberá uma bicicleta e o 2º um MP3 player.

Edson Ferreira, de 14 anos, já estava com a sua peça quase pronta para a exposição. Ele usou papelão, papel, cola e muita criatividade para confeccionar uma igreja. O garoto revelou que a idéia de fazer a edificação surgiu quando passeava pela rua e viu um prédio igual ao que construiu. Edson, que é filho de agente de limpeza, disse que participar do projeto foi muito importante, uma vez que aprendeu a usar papel e papelão para fazer arte.

Jamyle da Silva, de 10 anos, se inspirou na paixão de tem pelos assessórios para confeccionar peças que levará para a exposição. Ela está fazendo um colar de papel e brincos de lata e revelou que nem imaginava que podia fazer os objetos usando esse tipo de material. A menina tem na ponta da língua a lição que tirou do projeto: “Eu aprendi que todas as coisas podem ser reutilizadas”.

O diretor administrativo financeiro da Emlur, Coriolano Coutinho, explicou que o projeto faz parte da série de atividades de valorização dos servidores, desenvolvida pela Autarquia. A superintendente da Autarquia, Laura Farias Gualberto, disse que a Emlur vem investindo na sensibilização de jovens e na formação de multiplicadores. “Além de aprender a fazer arte de material reciclável, os garotos participaram de palestras de educação ambiental, onde receberam informações sobre preservação do meio-ambiente, problemas acarretados pelo lixo e a importância de se praticar os três ‘Rs’, que consistem em reduzir o consumo, reutilizar materiais e promover a reciclagem”, disse.