JP é destaque no atendimento especializado em Saúde Bucal

Por - em 40

Cobertura de quase 100% no atendimento bucal à crianças e 700 mil procedimentos odontológicos realizados em 2009. Com esses números, João Pessoa é hoje a primeira Capital do Nordeste em atendimentos especializados em Saúde Bucal e a segunda em procedimentos de atenção básica na área odontológica, segundo dados do Ministério da Saúde.

Só em 2009, foram realizadas quase 110 mil primeiras consultas. Esses números dizem respeito aqueles usuários que nunca procuraram por serviços odontológicos e começaram algum tratamento na área. Além disso, 6.300 gestantes também receberam atendimento odontológico, mais de 8.500 visitas domiciliares foram realizadas e 19 mil tratamentos foram concluídos.

Em João Pessoa, o acompanhamento odontológico simples é realizado pelas Unidades Básicas de Saúde, com procedimentos como limpeza, aplicação de flúor e obturações. Os casos mais complexos são encaminhados aos Centros de Especialidades Odontológicas (CEO), que tem atendimentos em endodontia (tratamento de canal), cirurgia bucal, diagnóstico bucal, odontopediatria, atendimento a pacientes com necessidades especiais, radiologia bucal, prótese dentária, periodontia e dentística (restaurações estéticas).

O setor de urgência e emergência do CEO 18 Andares, que fica localizado na avenida General Osório, número 280, e atende pacientes que necessitam de socorro imediato para solucionar problemas relativos à dores de dente, gengiva e área da boca. De acordo com o diretor do CEO, Olavo Hoston, os casos mais comuns são as infecções provocadas por cáries, problemas com restaurações e hemorragias decorrentes de tratamentos dentários antigos. “Também atendemos casos de luxação na boca e traumatismos dentários e, em casos assim de urgência, não é necessário encaminhamento, basta que o paciente procure a unidade”, afirmou.

Exemplos – O caso da estudante Marina Queiroz, 18 anos, ilustra bem o procedimento que é realizado pela Secretaria Municipal de Saúde. A estudante faz o tratamento regular no PSF do Geisel, mas precisou realizar quatro cirurgias para retirada de dentes inclusos e foi encaminhada ao CEO. “Se não fosse esse serviço, minha família teria que se apertar muito financeiramente. Estou muito satisfeita com o andamento das minhas cirurgias”, disse a jovem.

Essa satisfação com os serviços odontológicos da Secretaria Municipal de Saúde também reflete nos profissionais que atuam na área. Para a cirurgiã-dentista Kilma Góes, a rede municipal de saúde oferece todas as condições para que os profissionais trabalhem de forma segura e confortável. “Sempre temos à nossa disposição todos os equipamentos e insumos necessários. Aquilo que não pode ser oferecido de imediato, é resolvido em curto prazo, sem danos aos pacientes”, afirmou a cirurgiã.