JP é destaque no NE em investimentos na saúde em 2008

Por - em 55

O anuário Multi Cidades, publicação editada pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), aponta João Pessoa como a Capital nordestina que registrou o maior crescimento em investimentos na saúde em 2008. Capital paraibana apresentou um aumento de 36,6% em relação a 2007.

De acordo com o levantamento publicado na revista, a Capital paraibana apresentou um aumento de 36,6% em relação a 2007. O material apontou também que a parcela das despesas com saúde realizadas com recursos próprios foi maior que as transferências recebidas pelo SUS.
Um exemplo do uso de recursos próprios foi a reforma e ampliação do Instituto Cândida Vargas, com a construção do Banco de Leite, Complexo Administrativo e ampliação das UTI’s Materna e Neo Natal, utilizando apenas recursos municipais.

Além disso, os indicadores de saúde referentes a João Pessoa apontam que os investimentos realizados pela gestão têm trazido resultados positivos para o município. De 2005 até agora, houve redução de 30% na mortalidade infantil, diminuição de mais de 80% de casos de dengue e cobertura de 100% nos atendimento de saúde bucal em crianças menores de sete anos.

O que mudou em João Pessoa – Entre os maiores investimentos realizados na saúde de João Pessoa, se destacam a reforma em 88 Unidades de Saúde da Família e a construção de mais 15 prédios; construção dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) nos bairros do Rangel e Cidade Universitária e do Centro de Atenção Integral à Saúde (Cais) no Cristo.

Na rede hospitalar, os investimentos também foram significativos. Desde 2005, a Prefeitura Municipal de João Pessoa investiu mais de R$ 10 milhões na reforma, ampliação e aquisição de equipamentos para a rede hospitalar do município. Foram reformados e ampliados o Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio Burity (Ortotrauma), o Hospital Municipal Santa Isabel, além do Hospital Municipal do Valentina e o Instituto Cândida Vargas, que juntos somam 350 leitos sendo 36 de UTI.

Apenas no Ortotrauma, que possui um perfil de urgência e emergência, são registrados mais de 12 mil atendimentos, 200 cirurgias e mais de 4 mil exames por mês. No Instituto Cândida Vargas, hospital que é referência em todo o Estado no atendimento de partos de alto risco, são realizados mais de mil atendimentos mensais no ambulatório e mais de 500 nascimentos por mês, sendo que 14% são partos prematuros, a maioria deles provenientes de gestantes de cidades do interior.

A revista – O anuário Multi Cidades é uma publicação da FNP com distribuição para todos os municípios brasileiros através de órgãos públicos federais, estaduais e municipais com tiragem de 10 mil exemplares. Em sua quinta edição, o Multi Cidades utiliza como base números da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), além de dados do Ministério da Saúde.
Acompanhe a publicação na íntegra através do link: http://www.financasdosmunicipios.com.br