Lançado programa que destina R$ 19,6 milhões para educação

Por - em 43

O prefeito Ricardo Coutinho (PSB) lançou, na manhã desta terça-feira (20), o programa ‘João Pessoa faz Escola’, que garantirá R$ 19,6 milhões para investimentos na infra-estrutura do setor educacional do município. Dentro do pacote de obras, estão incluídas a construção, reforma e ampliação de 23 escolas, três creches, do Estádio da Graça, do antigo Conventinho e do parque aquático do Centro Administrativo Municipal (CAM). Os serviços beneficiarão diretamente mais de 25 mil alunos da rede municipal de ensino e serão executados em 19 bairros da Capital.

Ricardo lembrou que os R$ 19,6 não fazem parte do investimento em educação previsto em lei, que é de 25% da receita municipal, mas são recursos a mais. “Este é apenas o primeiro lote de obras previstas dentro desse programa, que futuramente beneficiará outros bairros e outras escolas. Licitamos o que podíamos pagar agora, que é um aporte extraordinário, lembrando que o investimento em educação não começou com esse programa. Do ano passado para cá, a rede ganhou mais 10 mil alunos e isso nos orgulha, porque ninguém procura o que é ruim. Nós melhoramos não só a infra-estrutura das escolas e creches, mas a qualidade do ensino e agradecemos o empenho dos educadores que estão construindo essa referência na nossa aldeia”, disse.

Complexos educacionais
– A secretária da Educação, Ariane Sá, apresentou as obras previstas no ‘João Pessoa faz Escola’. Segundo ela, serão construídos três novos complexos educacionais (escola com dez salas de aula, laboratórios de ciências, artes e informática; quadra coberta; refeitório; recreio coberto e área de convivência) nos bairros dos Ipês, João Paulo II e Cristo (Vale das Palmeiras).

Outras 20 escolas e três creches receberão serviços de reforma e ampliação, para que se aproximem do padrão adotado pela Prefeitura (complexo educacional). Além dos três bairros onde serão construídas as novas escolas, as obras atingirão os bairros das Indústrias, Tambauzinho, Mangabeira, Varadouro, Cruz das armas, Novais, Varjão, Ilha do Bispo, Jardim Planalto, Alto do Mateus, Esplanada, Altiplano, Gramame, Valentina Figueiredo, José Américo e Bancários.

Cultura e esporte – Depois de reformado e ampliado, o antigo Conventinho (no Centro Histórico de João Pessoa) vai abrigar a Casa do Ensino das Artes, a Biblioteca Municipal e o Centro de Gastronomia. A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), que ocupa um dos 13 casarões da Praça Antenor Navarro, funcionará no prédio.

O Estádio da Graça, em Cruz das Armas, também sofrerá intervenção estrutural. “Tivemos que interditar o estádio para que não acontecessem acidentes, e também devido a importância desse equipamento para o esporte na cidade. O estádio ganhará arquibancadas cobertas, reforço na estrutura, placar eletrônico e uma melhoria geral do aspecto”, disse o prefeito.

Contratos – Na solenidade de lançamento do programa – que aconteceu no auditório do Centro Administrativo Municipal e contou com a participação de educadores, secretários municipais e vereadores – foram assinados os primeiros quatro contratos com empresas construtoras. O prefeito Ricardo Coutinho aproveitou a ocasião para dar um recado às empresas. “Queremos o cumprimento dos prazos. Tudo deve estar pronto antes do próximo ano letivo. Coloquem a quantidade suficiente de trabalhadores nas obras, para que nenhuma se arraste além do prazo previsto”, sugeriu.

Bom senso – O prefeito também pediu a colaboração dos diretores e professores das escolas que passarão por intervenções. “Vamos ter paciência, arrumar soluções, porque as aulas não vão parar durante as reformas. Além disso, estamos com um outro lote de obras de manutenção de escolas, que deve atingir todas as unidades da rede municipal carentes de reparos, e não há prédios na cidade para transferir os alunos. É claro que tudo será feito dentro do bom senso e do cuidado com os alunos. Vamos agilizar os serviços nas férias, mas toda arrumação exige paciência”, lembrou.