Lia de Itamaracá e Krystal abrem Seis e Meia de maio

Por - em 31

A programação do Projeto Seis e Meia do mês de maio começa nesta quarta-feira (7), homenageando duas mulheres nordestinas de destaque por sua luta em favor da resistência cultural e da música regional. Abre o evento a cantora e compositora Khrystal, natural do Rio Grande do Norte, que interpreta o melhor da MPB e também um dos mais fortes ritmos nordestino, o coco. Depois será a vez da cirandeira Lia de Itamaracá, um verdadeiro ícone da arte popular nacional, considerada um patrimônio vivo de Pernambuco.

O Projeto Seis e Meia é realizado pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), em parceria com a Accorde Produções. O evento acontece sempre às 18h30 na Praça de Eventos do MAG Shopping, no Bairro de Manaíra, e recebe o apoio cultural do Ambassador Flat e dos restaurantes Cia. do Chopp, Vila Cariri e Dona Branca. Os ingressos custam R$ 16,00 (inteira) e R$ 8,00 (estudante) e podem ser comprados antecipadamente ou na hora do show no posto de vendas montado ao lado da bilheteria dos cinemas. Mais informações pelo 9134-7610.

Patrimônio vivo – Com 63 anos de idade e merendeira de uma escola pública em Itamaracá, litoral Norte de Pernambuco, Lia canta ciranda desde os 12 anos, ofício que ficou imortalizado nos versos da música ‘Quem me deu foi Lia’, gravada pela primeira vez por Teca Calazans em 1967.

Lia lançou seu primeiro disco no formato de vinil em 1977 e era intitulado ‘Lia de Itamaracá – A rainha da ciranda’. Depois disso, a cirandeira só voltou à cena nacional após o sucesso de sua apresentação no festival ‘Abril Pro Rock’ de 1998, realizado em Recife-PE. Dois anos depois de ter encantado o público, Lia gravou o primeiro CD de sua carreira intitulado ‘Eu sou Lia’, lançado no Brasil em 2000, com distribuição na Europa pelo selo francês ‘Arion’, o que lhe proporcionou a realização de shows em vários países.

Em novembro de 2004, Lia recebeu do presidente Lula, em Brasília, a medalha de ‘Honra e Mérito Cultural’ em solenidade oficial e inaugurou o Centro Cultural ‘Estrela de Lia’ na Praia de Jaguaribe, na Ilha de Itamaracá, onde realiza desde então – todos os sábados – a ciranda de Lia, recebendo sempre convidados.

Em dezembro de 2005, Lia foi tombada como ‘Patrimônio Vivo da Cultura de Pernambuco’ pelo governo daquele Estado e deu entrada na sua aposentadoria como merendeira da rede de ensino pública. Continua cantando em todo o Brasil, sempre mostrando grande vigor físico e vocal.

Todos os sons – Prestes a fazer 27 anos de idade e já com oito de carreira, a cantora potiguar Khrystal – como a maioria dos artistas brasileiros – começou a se apresentar na noite, cantando hits de sua geração, sem nunca perder a via da trajetória da Música Popular Brasileira.

Antenada com todos os sons, nos últimos anos Khrystal mergulhou num trabalho de pesquisa do ritmo mais potiguar de todos, o coco, e deverá lançar agora em maio seu primeiro trabalho, que contempla canções de Lenine, Dominguinhos, Guinga e Jacinto Silva, resgata Elino Julião, além dos novatos Galvão Filho e Romildo Soares, potiguares da melhor estirpe. Em João Pessoa, a artista cantará músicas de sua autoria e de outros compositores do Rio Grande do Norte e do Brasil.