Linha especial: Empreender Mulher registra 657 inscrições em três meses

Por - em 21

A Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres (CPPM) da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) entregou esta semana à Secretaria de Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp) a inscrição de 657 mulheres para o Empreender Mulher, linha de crédito especial do Programa Empreender JP, destinada a grupos de mulheres ou grupos familiares chefiados por mulheres.

Durante quase três meses, uma equipe da CPPM realizou várias reuniões apresentando a linha de crédito especial e distribuiu, aos grupos interessados, o ‘Cadastro Mulher’, questionário que possibilita conhecer a situação econômica de cada uma. As comunidades visitadas foram Bairros das Indústrias, Jardim Veneza, Vieira Diniz, Colinas do Sul, Nova Vida, Novo Horizonte, Bancários, Taipa e Padre Zé. Participaram desses encontros quase 700 mulheres e o resultado foi a inscrição de 657 mulheres, distribuídas em mais de 100 grupos.

Para a assessora de Trabalho e Enfrentamento à Pobreza da CPPM, Lúcia Silva, há muitas mulheres desempregadas ou que estão no mercado informal. “Por onde passamos encontramos um alto número de mulheres desempregadas e com o sonho de melhorar sua qualidade de vida. A maioria delas nunca trabalhou de carteira assinada e muitas dependem financeiramente dos seus companheiros”, avaliou. “Nossa proposta é que, além de acessar o microcrédito, essas mulheres despertem para a importância da organização social para atuarem ativamente nos espaços públicos de suas comunidades e a PMJP valoriza esse potencial”, destacou.

A maioria das solicitações é para implantar o próprio negócio, com atividades voltadas, principalmente, para o comércio de alimentos e produção de artesanato. “Elas estão enxergando no Empreender Mulher uma possibilidade de autonomia. E nosso grande desafio é ver, não só o desenvolvimento financeiro, mas a garantia da cidadania plena das mulheres”, complementou Lúcia Silva.

Já para Aparecida Pereira, uma das organizadoras da reunião na comunidade do Padre Zé, o programa de microcrédito da PMJP se apresenta como uma política capaz de melhorar a vida das pessoas. “As pessoas estão desacreditadas de políticas sérias, que mudem de fato a vidas das pessoas. O Empreender é uma política concreta. Espero que todas as mulheres sejam beneficiadas, pois estamos tratando de sonhos e desejos de mudança de vida”, afirmou.

Segundo dados do relatório ‘Tendências Mundiais do Emprego para as Mulheres em 2007’, da Organização Internacional do Trabalho (OIT), mais de 80 milhões de mulheres estão desempregadas em todo mundo. O relatório também destaca que quanto mais pobre for a região, maior o número de mulheres trabalhando no ambiente familiar sem remuneração ou trabalhando por conta própria com baixa remuneração.