Livro ‘Reflexões Sobre Direito e Educação’ será lançado no Casarão 34

Por - em 57

O livro “Reflexões sobre o Direito e a Educação: Uma visão holística” será lançado com um coquetel para convidados, nesta sexta-feira (4) de novembro, às 19h, no Casarão 34, unidade da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), pela advogada e especialista em Direito Penal e Criminologia, Terezinha Noronha. O livro aborda reflexões do dia a dia, no momento em que os cidadãos são violados nos seus direitos e cobrados nos seus deveres.

A obra é fruto da experiência da autora sobre os conflitos vividos como assessora jurídica, na Secretaria de Educação do Estado da Paraíba e como cidadã comum que convive com a “mudança” de valores familiares e sociais. O objetivo do livro é tocar nos leitores de forma interior, para que comecem uma reforma íntima, a fim de contribuir nessas “mudanças” de ações e reações de valores sociais e familiares. A tiragem inicial é de 500 exemplares, através de iniciativa própria da escritora, pela editora Grafset.

O coordenador do Casarão 34 disse que a gestão municipal tem investido bastante na cultura, a exemplo de espetáculos teatrais, musicais, de dança, oficinas e não seria diferente na literatura. “A Funjope não poderia deixar de apoiar esse evento, porque nós temos acolhido esses lançamentos literários, no intuito de incentivar a iniciativa privada a patrocinar eventos culturais e não apenas a Prefeitura Municipal de João Pessoa e o Governo do Estado. Este livro aborda o processo de inclusão na visão holística da Educação e do Direito”, explicou Bira.

A autora. Este é o segundo livro de Terezinha Noronha, que além de escrever, foi professora de Biologia durante 24 anos; enfermeira chefe do Hospital Universitário da Universidade Federal da Paraíba (UFPB); procuradora da Federação Paraibana de Futebol; e assessora jurídica do Centro de Estudos do Ministério Público Estadual. O primeiro livro foi lançado em 1994, com o título: “Traços Históricos de Delinquência Juvenil”. Ela conta que começou a escrever por prazer e depois com a observação do cotidiano resolveu organizar os textos que produzia.

“Agradeço a PMJP através da pessoa de Bira que foi bastante solicito ao receber a proposta de lançamento no Casarão 34. Este livro aborda entre outras questões, os direitos da mulher atualmente, do cidadão em geral, dos adolescentes e até o próprio direito do animal irracional e racional”, comenta a escritora.