Lixo em local inadequado traz doenças e provoca inundações

Por - em 108

Você já parou para pensar nos problemas que o lixo colocado fora de hora em frente à sua casa ou prédio pode causar? Essa prática, observada em vários bairros de João Pessoa, acarreta uma série de problemas, uma vez que o lixo atrai vetores causadores de doenças e ainda pode ser responsável direto pela obstrução de galerias, que acabam gerando inundações. As pessoas que colocam os resíduos mal acondicionados e fora de hora, além de tornar a cidade suja, estão sujeitas a multas que variam de acordo com a infração cometida.

A coleta do lixo é feita regularmente pela Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur). Existe um calendário, onde cada bairro tem o dia e o horário em que é atendido. “Mesmo com o cronograma, as pessoas insistem em colocar o lixo nas calçadas antes do horário e até do dia em que o caminhão compactador passa. Se, por exemplo, a coleta naquele local é realizada à noite, pela manhã os moradores já colocam o lixo para fora”, revelou a superintendente do órgão, Laura Farias Gualberto.

Os problemas causados por essa atitude, de acordo com a superintendente, são inúmeros. “Mesmo o lixo estando acondicionado da maneira correta, naquele intervalo de tempo em que ele foi colocado na rua até a chegada do caminhão, pode tranqüilamente um animal passar e rasgar os sacos espalhando todo o lixo”, explicou. Laura Farias lembrou que também é registrada a ação de alguns catadores, que abrem as sacolas, retiram o que é do seu interesse e o resto é deixada no local, espalhado nas ruas e até jogado em terrenos baldios.

Galerias e dengue – O lixo que é deixado nas ruas, caso esteja chovendo, é levado para as galerias, obstruindo-as e impedindo o fluxo normal da água. “Isso vai gerar inundações, que colocam em risco a vida das pessoas”, destacou o diretor de Operações da Emlur, Orlando Soares. “O mosquito da dengue precisa de água limpa para se desenvolver. Se aquele lixo deixado no terreno baldio estiver em algum recipiente e com a chuva ele acumular água, teremos as condições ideais para a proliferação desse vetor”, disse.

Além dos problemas para a saúde, segundo ressaltou a superintendente da Emlur, o lixo deixado nas calçadas torna a cidade mais feia e com aspecto de suja. “João Pessoa está despontando como uma cidade turística. As pessoas que nos visitam querem ver as nossas belezas naturais e históricas e não lixo espalhado pelas calçadas. A Emlur está fazendo a sua parte, cumprindo o cronograma da coleta dos resíduos, mas também precisamos da colaboração dos moradores”, disse. O dia e o horário da coleta de resíduos em seu bairro pode ser conferido no portal (www.joaopessoa.pb.gov.br/secretarias/emlur/coletaregular/).