Agra anuncia concursos para Procuradoria e Guarda Municipal

Por - em 94

O Prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, anuncia a continuidade do concurso da Procuradoria do Município e a abertura de 500 vagas para o concurso da Guarda Municipal. Luciano Agra esteve em São Paulo nesta quarta-feira (31) para acertar detalhes na Fundação Carlos Chagas, que também deve ficar responsável pela elaboração do segundo processo seletivo.

Ao visitar a instituição, o prefeito garantiu a continuidade do concurso de Procurador do Município de João Pessoa, que se encontra suspenso por determinação do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE) – Processo TC nº 08672/11. As inscrições do concurso aconteceram em julho deste ano e ofereceram 20 vagas, com salários de R$ 5,5 mil.

A suspensão ocorreu por causa de dois itens do edital, mas o coordenador de Projetos Especiais do Gabinete do Prefeito, Geilson Salomão, afirmou que foram tomadas todas as medidas para atender à solicitação do TCE da Paraíba. “Estamos aguardando apenas o pronunciamento do TCE para que possamos dar prosseguimento ao concurso”.

Luciano Agra também tratou da contratação da Fundação Carlos Chagas com o diretor da instituição, Ricardo Iglesias, para a elaboração do concurso da Guarda Municipal, que deve abrir 500 vagas. “Meu objetivo é que o certame termine até o início 2012”, afirmou Luciano Agra.

De acordo com Geilson Salomão, já ficou acertado que o concurso constará de prova objetiva e de capacidade física, não sendo necessária a realização de etapa psicológica. “Descartou-se a avaliação psicológica, uma vez que a guarda de João Pessoa não é armada. Para a realização deste concurso, a Prefeitura depende da aprovação de um projeto de lei, que deve acontecer em setembro”, disse ele.

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) vai enviar um pedido formal à Fundação Carlos Chagas para que o Departamento de Planejamento e Orçamentação possa elaborar uma proposta e cronograma do concurso para apreciação da PMJP.

Além de Luciano Agra e Geilson Salomão, participaram da reunião o diretor da Fundação Carlos Chagas, Ricardo Iglesias; a chefe do Departamento de Execução de Projetos, Hernice Santos; a chefe do Departamento de Planejamento e Orçamentação, Fernanda Graciano; as psicometristas do Departamento de Testes e Medidas, Ligia Aguiar e Renata Carvalho, e a técnica de Execução de Projetos, Maria Regina da Veiga.