Luciano Agra discute apoio da PMJP à marcha contra as drogas

Por - em 53

O prefeito Luciano Agra reuniu-se nesta quarta-feira (02) com representantes da Associação de Pastores Evangélicos da Paraíba (Apep) e também do Programa Estadual de Políticas sobre as Drogas (PEPD/PB). O encontro teve o objetivo de discutir o apoio da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) na realização da 7ª edição da ‘Marcha Para Jesus’, que acontece este ano na Capital.

A ‘Marcha para Jesus’ é uma caminhada promovida todos os anos em João Pessoa por membros das igrejas evangélicas, mas aberta à participação da população. Este ano, o evento terá como tema “O Grande Barato é Viver Sem Drogas”. A data ainda vai ser definida pelos organizadores.

“Precisamos apoiar, a partir das nossas possibilidades, todas as iniciativas que busquem, de forma positiva, promover uma maior discussão entre a população sobre questões como esta, da problemática das drogas. O enfrentamento a este tipo de problema precisa ser feito a partir de iniciativas em conjunto entre o poder público e também a sociedade civil”, disse o prefeito, garantindo apoio ao evento.

Luciano Agra também sugeriu aos organizadores da Marcha um maior incentivo para que haja uma maior participação e engajamento de outros setores da sociedade na caminhada. “Um evento como este pode alertar um grande número de pessoas para algo que precisa ser urgentemente discutido entre nossas famílias”, completou.

O gestor do PEPD/PB, Pastor João Pereira Gomes Filho, explicou que o tema das drogas foi escolhido este ano para chamar a atenção das famílias sobre a problemática do consumo em todo o país, principalmente entre os jovens. “Precisamos levar a juventude a discutir a questão das drogas”, disse ele. “Estamos buscando a parceria da Prefeitura para que a Marcha possa sair do cunho apenas religioso para se tornar uma ação social”, ressaltou também o Pastor Estevam Fernandes, vice-presidente da Apep.

Marcha mundial – A Marcha Para Jesus começou a ser realizada em 1987, na cidade de Londres, Inglaterra, com o nome de ‘City March’ e foi trazida ao Brasil através da iniciativa de várias igrejas evangélicas. No ano de 2000, já era um evento mundial, realizado em 170 países. A que acontece em São Paulo é considerada atualmente a maior em número de participantes, conseguindo reunir nos últimos anos cerca de 3,5 milhões de pessoas.

Da reunião desta quarta-feira também participaram as secretárias municipais de Planejamento, Estelizabel Bezerra; de Administração e de Transportes e Trânsito, Laura Farias; de Desenvolvimento Social, Marinalva Conserva; os secretários de Articulação Política, Dunga Jr, e Antônio Jácome, adjunto de Desenvolvimento Social.