Luciano Agra discute em São Paulo política de meio ambiente

Por - em 22

O vice-prefeito da capital, Luciano Agra, visita a cidade de São Paulo nesta quinta (14) e sexta-feira (15) para discutir com o governo da capital paulista a política de mudança do clima implementada naquela cidade no segundo semestre de 2009. O objetivo é trazer para a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) iniciativas e modelos de gestão que possam futuramente ser adotados e adaptados também para a capital paraibana.

“O governo municipal de São Paulo foi pioneiro na adoção de uma política para tratar sobre as questões que envolvem a mudança do clima no país. Já definiu, por exemplo, que até 2012 quer reduzir em 30% a emissão de gás carbônico em toda a cidade. Queremos conhecer mais de perto o modelo de gestão que vem sendo adotado em relação a essa nova política pública e com isso também avançarmos nas discussões para a criação de uma própria para a nossa capital”, disse o vice-prefeito.

A Lei nº. 14.933, de 05 de junho de 2009, que institui a Política Municipal de Mudança do Clima no Município de São Paulo, prevê estratégias e ações relativas aos setores de transportes, consumo de energia, gerenciamento de resíduos, saúde, construção e uso do solo. Além disso, a lei contempla instrumentos de informação e gestão e cria o Fundo Especial do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Projetos e parques – Durante a visita à capital paulista, Luciano Agra também pretende coletar novos subsídios para fortalecer a operação ‘João Pessoa de Cara Limpa’, iniciada recentemente pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano. A proposta é retirar das ruas placas, outdoors e outros tipos de meios de publicidade instalados de forma irregular nos principais corredores e nas áreas de preservação ambiental de João Pessoa. “Vamos conhecer mais detalhes sobre o projeto realizado em São Paulo com o mesmo objetivo e que obteve ótimos resultados”, adianta Luciano Agra.

Ainda em São Paulo, o vice-prefeito de João Pessoa visita alguns dos novos 36 parques verdes criados em vários bairros da cidade paulistana. “São parques inseridos em um modelo que proporcionam não só o melhor aproveitamento de áreas verdes dentro dos bairros, como podem se tornar novas opções de espaços para caminhadas e passeios por parte das comunidades”, reforçou o vice-prefeito.