Luciano Agra entrega óculos corretivos a mais 230 alunos

Por - em 55

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), vai expandir em 2011 os benefícios proporcionados pelo ‘Programa Saúde do Escolar’. É que no próximo ano, além dos exames oftalmológicos, o Governo Municipal também vai oferecer aos alunos avaliações com otorrinolaringologia, para diagnosticar problemas como alergia, audição e sinusite. O anúncio foi feito durante a solenidade de entrega de 230 óculos corretivos, projeto que beneficiou 4.346 estudantes das 92 escolas da rede. O evento aconteceu nesta segunda-feira (30), no ginásio da Escola Municipal Violeta Formiga, em Mandacaru, e marcou o final do processo de entrega dos óculos.

O prefeito Luciano Agra disse que o Governo Municipal objetiva com o ‘Programa Saúde do Escolar’ desenvolver ações pedagógicas de educação em saúde voltadas a promoção e prevenção e que no próximo ano, além das escolas regulares, o programa também vai ser estendido aos estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e dos Centros de Referência em Educação Infantil (Creis).

“A falta de óculos prejudica o rendimento escolar e é um fator excludente no âmbito social. Com essa ação, a prefeitura está levando os profissionais de saúde para dentro da escola, fazendo os exames e depois entregando os óculos. Nesse universo, 12 mil alunos foram examinados e mais de 4.300 ganharam os óculos, visando assim a melhoria no rendimento escolar”, frisou Luciano Agra.

Com o ‘Programa Saúde do Escolar’, a prefeitura pretende combater três fatores negativos no ambiente da escola que são a evasão escolar, a desistência e a exclusão social. O investimento foi de cerca de R$ 672 mil reais em recursos próprios. “Este programa vem sendo desenvolvido desde o início da gestão. Com convênios com médicos, trouxemos esses profissionais para as escolas para que os pais, pessoas já humildes, não tivessem nenhum gasto de condução”, destacou Ariane Sá, secretária de Educação.

Os alunos tiveram a opção de escolher entre os 30 modelos das armações, aquele que melhor se adaptava ao formato do rosto. “Os grupos que apresentavam dificuldade na visão foram previamente cadastrados e encaminhados para avaliação. E o bom disso todo foi que as crianças e adolescentes tiveram a oportunidade de escolher o modelo dos óculos, aquele que se adaptava melhor ao seu rosto”, disse a secretária.

Durante o evento, também receberam óculos os alunos das escolas Luis Augusto Crispim, Seráfico da Nóbrega, Rui Carneiro e Francisca Moura. Um desses foi o estudante João Paulo da Silva, de 10 anos, aluno do 5° ano da Escola Seráfico da Nóbrega. A mãe dele, a dona de casa Maria Erivanilza, disse que o filho já usava óculos, mas as lentes estavam vencidas e precisava trocar, porém faltava dinheiro. “Esse programa é muito bom. Meu filho não enxerga sem óculos, ele tem astigmatismo e usa três graus desde os 6 anos. Estou muito feliz por ele, já que a falta de um óculos novo não vai mais atrapalhar seu aprendizado”, disse a dona de casa.

Maria das Graças Pereira também está feliz pelo filho Gabriel Pereira Soares, de seis anos. Aluno do 1° ano, a criança tem deslocamento de retina e precisava usar óculos. “Meu filho nunca reclamou de nenhum problema no olho, e graças aos médicos isso foi descoberto a tempo. Estou muito feliz pela saúde do meu filho”, disse Maria.

Nas consultas realizadas nas 92 escolas, os profissionais diagnosticaram problemas na visão dos alunos como: miopia ou miopia com astigmatismo (28,5% dos alunos); hipermetropia ou hipermetropia com astigmatismo (31,5%), apenas astigmatismo (35,5%) e presbiopia (5%).

Programa – Saúde Escolar é um programa dos Ministérios da Saúde e da Educação, em parceria com as secretarias Municipais da Saúde e Educação. O objetivo principal do programa é fortalecer a participação comunitária nas políticas de educação e saúde para melhoria da qualidade de vida, bem como ampliar o alcance e impacto de suas ações relativas aos estudantes e suas famílias, otimizando a utilização dos espaços, equipamentos e recursos disponíveis.