Luciano Agra fiscaliza obras em andamento na Capital

Por - em 56

O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, passou a manhã desta quarta-feira (28) visitando obras da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) que estão em andamento em diversos bairros da Capital. As visitas começaram às 8h30 e contaram com a participação dos secretários de Infraestrutura (Seinfra), João Azevedo, de Habitação, (Semhab), Emília Correia Lima, e de Desenvolvimento Social (Sedes), Lau Siqueira, entre outros assessores.

A primeira parada foi no Mercado Central, onde as obras do Projeto de Reestruturação chegam à penúltima etapa, com a reforma e restauração dos galpões II e III (com 64 e 56 boxes, respectivamente), a construção de um pavilhão para a venda de ovos e queijos (com 14 boxes), um centro de inclusão digital, um posto policial e uma via de acesso para carga e descarga, além da urbanização do local. “Estamos requalificando o Mercado Central com o uso de material de alta tecnologia e métodos avançados de trabalho, mas com o cuidado de preservar a arquitetura original do equipamento, que já tem 61 anos”, disse o prefeito. Esta etapa, segundo o secretário João Azevedo (Seinfra), estará concluída em março de 2011.

Depois do Mercado Central, a comitiva partiu para a Praça Venâncio Neiva, que abriga o Pavilhão do Chá, um dos cartões postais da Capital paraibana. “O local é uma referência na nossa história e estava completamente abandonado”, observou Luciano Agra. Depois de um ano de um minucioso trabalho de restauração, ele será entregue à população no dia 5 de agosto, aniversário de 425 anos da cidade. A praça e o coreto que há ali também passam por obras de revitalização. O Pavilhão do Chá foi inaugurado em 1931, durante o governo de João Pessoa.

Alimento e moradia – A próxima visita de inspeção foi feita à reforma e restauração do prédio onde funcionará a Unidade de Produção de Alimentos do Distrito Mecânico. O lugar, em estilo colonial do início do século passado, abrigou um matadouro. A partir de outubro, previsão de entrega da obra, ele será uma Cozinha Comunitária, projeto que tem por objetivo a formação técnica e a produção coletiva de alimentos, sendo também um importante instrumento de qualificação profissional e de inclusão social, pois beneficia diretamente grupos locais de mulheres em situação de vulnerabilidade social. O local servirá 250 refeições diárias, a preços populares.

Da Cozinha Comunitária, a equipe seguiu para as obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), na Ilha do Bispo – o PAC Sanhauá. Com apoio do Governo Federal, a Prefeitura já construiu uma passarela sobre o Riacho Pacote e executou obras de drenagem e pavimentação em 11 ruas do bairro. Ao todo, 288 famílias que moram na beira do rio serão relocadas para as novas casas. No local onde elas estão hoje, será construída uma ciclovia, que ligará a Avenida Liberdade à Avenida Redenção (e, futuramente, chegará ao Alto do Mateus). “Além de resolver um problema social, o projeto prevê a revitalização do rio e, consequentemente, de toda a área que deu início à cidade de João Pessoa”, disse o prefeito. A previsão é que as casas sejam entregues no início de 2011.

Educação – Da Ilha do Bispo, Luciano Agra foi visitar as obras da escola-padrão do bairro José Américo, que já estará funcionando no início do próximo ano letivo. No local, que terá quadra poliesportiva, estacionamento e urbanização, serão atendidos 1,2 mil alunos. Para o prefeito, a construção de novas unidades educacionais que sejam confortáveis e adequadas às necessidades atuais é um motivo de grande alegria para a equipe da PMJP. “Isso contribui muito para a qualidade do ensino e para um trabalho mais harmonioso dos professores e funcionários. No final, quem sai ganhando é a educação”, enfatizou.

Depois da escola, a comitiva partiu para a Central de Comercialização de Agricultura Familiar (Cecaf), projeto que vai beneficiar cerca de 250 agricultores que compõem sete territórios paraibanos: Borborema, Curimataú, Cariri Ocidental, Cariri Oriental, Zona da Mata Norte, Zona da Mata Sul – no qual João Pessoa está inserida – e Médio Sertão, totalizando 118 municípios. De acordo com o prefeito, com o Cecaf o homem do campo poderá comercializar o seu produto diretamente ao consumidor. “Isso vai aumentar a sua renda familiar e gerar mais recursos”, explicou.

A última visita foi feita às obras do Restaurante Popular de Mangabeira, que está sendo construído na rua Francisco Pereira de Souza, a 500 metros da avenida Josefa Taveira, principal via do bairro. O projeto consta de 144 lugares, o que corresponde uma média de mil refeições servidas por dia (em duas horas).