Luciano Agra inaugura novos espaços do Zoo Arruda Câmara

Por - em 49

Quem for ao Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica) já pode apreciar três novos espaços inaugurados nesta sexta-feira (29) pelo prefeito Luciano Agra: o Caminho dos Pássaros, a Casa de Répteis e a Oca. As novas instalações fazem parte das ações da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), dentro do projeto de revitalização de parques, praças e áreas verdes da Capital.

O prefeito Luciano Agra explicou que a revitalização de espaços públicos como a Bica é uma prioridade da prefeitura, que visa implantar um sistema municipal de parques. Intervenções positivas como esta são fundamentais para o desenvolvimento da cidade. A própria Bica possui uma função social muito importante por servir como um espaço de democratização das opções de lazer público, completou.

Segundo o diretor da Bica, Edilson Batista, os novos espaços vão permitir uma maior interação entre os visitantes e os animais do parque. Estas visitas também serão usadas como uma forma de educação ambiental, além de permitir mais conforto e tratamento adequado aos próprios animais. Esta requalificação vai permitir a realização de novos projetos e assegurar a reprodução em cativeiro de espécies em extinção, pontuou.

Um verdadeiro passeio a céu aberto e na companhia de mais de 100 espécies de aves. É isso o que o visitante vai poder conferir no Caminho dos Pássaros. O recinto é o maior já projetado, com 800m² de área e um mini-ecossistema, com árvores, plantas, gramado e um córrego. A nova área ainda não está liberada para o público, mas o acesso estará livre na próxima semana.

Outra área, só que para cultura e exposições, é a Oca – Espaço de Educação Ambiental, inspirado nas habitações indígenas e onde os visitantes vão poder conhecer a história do próprio Parque Arruda Câmara. A Oca ocupa 26,8 hectares e possui cerca de 500 animais.

A réplica de uma cobra com quase 10 metros de comprimento assusta e ao mesmo tempo chama atenção do visitante em uma nova área também inaugurada. A Casa dos Répteis abriga 15 espécies de lagartos e serpentes. Pela primeira vez, esses animais vão ter um ambiente totalmente projetado para oferecer condições de temperatura e mais conforto.  
           
A bióloga Helze Lins ressaltou que a Bica é uma referência de lazer e ao mesmo tempo de conhecimento. O reino animal desperta curiosidade para crianças e provoca a sede de conhecimento. Além disso, a vegetação que cerca todo o parque também é um exemplo da riqueza da nossa flora, disse. Para a pequena Ester Gomes, de 7 anos, a visita parece ter valido a pena. Eu adoro vir aqui, principalmente por causa dos bichinhos, afirmou.