Luciano Cartaxo entrega requalificação da Praça Venâncio Neiva e transforma o Pavilhão do Chá em um Centro Cultural

Por Flávio Asevêdo - em 460

João Pessoa completou 432 anos e a população ganhou da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) uma verdadeira maratona de entrega de obras e serviços nas áreas de educação, saúde, habitação, entre outras. Mas, a terceira Capital mais antiga do país também ganha de presente o resgate de sua história e o reencontro com as suas origens no Centro Histórico. Na noite desta quinta-feira (31), mais um espaço público da área mais antiga da cidade foi entregue pelo prefeito Luciano Cartaxo com mais vida, cultura e oportunidades de ocupação pela população. A Praça Venâncio Neiva foi entregue completamente requalificada e o Pavilhão do Chá é agora um Centro Cultural.

Com um investimento de mais de R$ 300 mil, a Praça Venâncio Neiva e o Pavilhão do Chá foram totalmente requalificados dentro do projeto que vem sendo desenvolvido pela PMJP e que visa recuperar todo o Centro Histórico da Capital. A partir de agora, o Centro Cultural Pavilhão do Chá será um espaço para diversas atividades culturais envolvendo as artes, como música, dança e literatura, além de exposições, oficinas, palestras, semelhante ao Centro Cultural de Mangabeira, por exemplo, um outro espaço que foi recuperado pela atual gestão.

O prefeito Luciano Cartaxo destacou o empenho da gestão municipal em recuperar o Centro Histórico da cidade. “Intervir no Centro Histórico não é tarefa fácil. Outros tiveram a oportunidade de fazer, mas preferiram fazer por outras áreas. O mandato de prefeito é de quatro anos e para fazer obras, serviços e ações que valorizam a cultura é preciso ter muita paciência, muito compromisso e determinação. E essa é uma marca da nossa gestão. E para chegarmos a este momento tivemos o trabalho de muitas mãos, todas as secretarias da prefeitura estão envolvidas, deram seu apoio para que o Centro Cultura Pavilhão do Chá se tornasse realidade”, afirmou.

Luciano Cartaxo destacou que a Praça Venâncio Neiva e o Pavilhão do Chá se somam a uma série de outras obras já realizadas, como o Parque da Lagoa, as praças da Independência, João Pessoa, 1817, da Pedra, a Galeria Augusto dos Anjos e o Centro Cultural Casa da Pólvora. Além disso, há ainda aquelas que estão sendo executadas. “Muito em breve vamos ter o nosso Conventinho de volta, onde irá funcionar a Biblioteca Municipal de João Pessoa e a Villa Sanhauá, o primeiro projeto de moradia do Centro Histórico de João Pessoa e do Nordeste. Além de permitir que a população da Capital ocupe estes espaços, estamos mostrando aos turistas que João Pessoa não tem só a Orla mais bonita do Nordeste, mas também um valioso patrimônio histórico e cultural e uma gestão que reconhece este valor”, disse o prefeito.

O coordenador do Patrimônio Cultural de João Pessoa (Copac), Rui Leitão, destacou a importância do trabalho que Luciano Cartaxo vem desenvolvendo no Centro Histórico. “Essa gestão efetivou a recuperação do Centro Histórico com a compreensão do prefeito de que não basta somente restaurar prédios, mas oferecer novas funções, novos sentidos de uso para estes ambientes. O Pavilhão do Chá agora é um centro de cultura e é com muita felicidade que nós vemos que a população realmente poderá utilizar destes espaços”, afirmou.

Obras – O projeto realizado pela Secretaria de Planejamento (Seplan) contemplou a praça com a padronização da grama e novas espécies vegetais, resgatando a marcação dos passeios previstos nos registros históricos, recuperação dos bancos existentes, conservação dos postes, respeitando-se o princípio de historicidade, como também a inserção de novos postes, manutenção e relocação dos telefones públicos da área central para as extremidades da praça e manutenção e restauração do busto Venâncio Neiva.

A obra também compreendeu serviço de limpeza e pintura das fachadas e elementos compositivos, serviço de limpeza e impermeabilização das lajes de concreto, restauração do piso atual externo e interno, restauração da escadaria em madeira e da estrutura metaliza e dos elementos vítreos do lanternim. Os serviços foram executados pela Secretaria de Infraestrutura (Seinfra).