Luciano cria parque e assina desapropriação do Aeroclube

Por - em 221

O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, assinou na manhã desta quinta-feira (16) um decreto de desapropriação do Aeroclube da Paraíba, localizado no bairro do Bessa. Na ocasião, ele anunciou também a criação do Parque Linear Urbano Parahyba, que compreende boa parte da área a ser desapropriada e todo o espaço adjacente às margens dos canais existentes na região.

As negociações para a desapropriação devem começar já na próxima semana, segundo Luciano Agra. “Buscaremos fazer tudo de forma amistosa, pois sabemos que ambas as partes sairão ganhando com isso. É um projeto de interesse público, uma aposta no nosso futuro. Se não houver consenso, partiremos para o processo litigioso”, afirmou o prefeito.

O projeto do parque, apresentado na reunião por técnicos da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), beneficiará a população local com espaços de preservação ambiental e equipamentos públicos de convivência. A área total do parque será de 66,15 hectares, dos quais 94% são terrenos públicos. Criado pela lei 11.854, sancionada em janeiro deste ano, o parque já estava previsto no Plano Diretor da Cidade, de 2008, e está sob a incidência do Código Florestal, códigos municipais de Meio Ambiente e de Urbanismo e Posturas, Conama e Lei da Mata Atlântica.

Parque – O Parque Linear Urbano Parahyba se insere dentro de um planejamento estratégico de políticas públicas para a preservação do meio ambiente. Para chegar ao projeto final, um grupo de trabalho interdisciplinar, formado por técnicos das secretarias de Meio Ambiente (Semam), Planejamento (Seplan) e Desenvolvimento Urbano (Sedurb), realizou os estudos necessários para delimitação do espaço, o levantamento fotográfico, a sistematização dos dados e a pesquisa de campo, entre outras ações.

No projeto, estão listadas as espécies recomendadas para o paisagismo, a análise de drenagem e de solo, os impactos ambientais negativos, o uso e ocupação do solo, os aspectos sociais e as propostas de zoneamento. O parque terá ciclovias, pontes nos canais, jardins e iluminação apropriada. “Será mais um ambiente de convivência harmoniosa entre as pessoas e o meio ambiente, um espaço de lazer e também de preservação. Já fomos a cidade mais verde do país e hoje não estamos mais nem mesmo entre as cinco primeiras. A criação de parques também atende a essa necessidade”, disse Luciano Agra.

Para a secretária de Planejamento da PMJP, Estelizabel Bezerra, o parque é um presente da prefeitura à população de João Pessoa. “Nossa diretriz é aliar o crescimento urbano e econômico ao equilíbrio ambiental. A criação de parques urbanos se insere neste contexto. Com a aceleração do desenvolvimento da cidade, é urgente que façamos esse planejamento”, ressaltou.

Mais verde – O Governo Municipal tem investido na ampliação de parques como medida para valorizar a área verde da cidade e contribuir com a qualidade de vida dos pessoenses. No Parque Arruda Câmera, a Bica, estão sendo investidos mais de R$ 1 milhão na reforma e na implantação de novas atividades. Foi criado ainda o Parque do Cabo Branco e o Horto do Cidade Verde.