Luciano diz que Empreender-JP é exemplo para outras cidades

Por - em 45

Durante a 59 liberação dos cheques do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP), realizada na manhã desta quarta-feira (26), o prefeito Luciano Agra destacou a importância da ação e informou que brevemente ela se transformará em uma “franquia” de responsabilidade social e será levada aos quatro cantos do País. “É uma ação madura, que em cinco anos tem ajudado a transformar João Pessoa. O interesse despertado em cidades como Recife, Maceió, Osasco e Vitória do Espírito Santo, entre muitas outras, apenas confirma o seu sucesso”, disse ele.

Em mais essa etapa do programa, a liberação de R$ 563.850,00 em empréstimos beneficia um total de 264 micro e pequenos empresários da Capital. Com esse montante, o Empreender-JP terá investido, apenas com recursos próprios, R$ 13.464.514,85 – que, somados às parcerias com o Banco do Brasil e o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), sobem para R$ 19,5 milhões. Segundo o secretário de Desenvolvimento Sustentável da da Produção (Sedesp), Raimundo Nunes, para participar, a exigência é viver em João Pessoa há mais de seis meses, ser maior de idade e ter um plano do negócio que se quer abrir. “Não há exigências como as que são feitas pelos bancos, por exemplo. Muitos empreendedores sequer têm conta em banco”, ressaltou.

Para o prefeito Luciano Agra, o programa é um exemplo de como fazer política pública, tanto pela distribuição de renda e inclusão social que promove quanto pela transparência de suas ações. “É uma criação ousada, séria e pioneira da atual administração, por isso está tendo receptividade nacional”, destacou.

Crédito – A entrega dos cheques, ocorrida no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM), contou com a participação animada de novos e antigos empreendedores que se lançam no negócio próprio por meio do programa da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). Entre eles, estava Maria Marta de Mendonça, representando os beneficiados pela linha de crédito 50+ (para pessoas com mais de 50 anos de idade). Aposentada, ela sonhava em começar um pequeno negócio no setor de alimentação – e encontrou a oportunidade no Empreender-JP. “É uma chance única”, enfatizou.

O programa conta ainda com as linhas Grupos Comunitários, Empreender Mulher, Capital de Giro, Empreender Jovem, Empreender Superação e Mercados Públicos.