Luciano entrega instrumentos para mais 23 bandas marciais

Por - em 54

O prefeito da Capital, Luciano Agra, fez a entrega na tarde desta quinta-feira (18) de instrumentos musicais para a formação de mais 23 novas bandas marciais nas escolas da rede municipal. Com a aquisição, 73 escolas do município passam a ter bandas marciais. Ao todo foram entregues 755 instrumentos musicais, entre trompetes, trombones de vara, pratos, caixas, bumbos, surdos, bombardinos e tubas, além de fardamentos e materiais pedagógicos. O investimento foi de R$ 1.800.00,00, adquiridos com recursos próprios. A solenidade aconteceu na Escola Francisco Pereira da Nóbrega, no bairro do Cristo.

De acordo com o prefeito, o projeto das bandas musicais tem a função de introduzir os alunos da rede municipal no universo da música e que a meta é que em 2011 as 19 escolas restantes sejam contempladas. “A música é importante para a formação dos nossos alunos e a entrega desses instrumentos reflete bem os cuidados com que essa gestão vem tratando a educação desde o seu início. A música é verdadeiramente a linguagem da alma e ela tem sido importante para o maior entrosamento do aluno com a escola e isso reflete diretamente no aprendizado. Assim temos a certeza que estamos no caminho certo, investindo e qualificando”, frisou.

A secretaria de Educação do município, Ariane Sá, destacou a importância das bandas marciais. “Ao longo desse projeto temos percebido que a criança ou jovem que tem acesso à formação musical, aprendendo a ler partituras e tocar um instrumento, tem o seu poder cognitivo ampliado e consegue desenvolver melhor o seu aprendizado e a integração com a escola é muito maior”, disse.

Ariane disse ainda que no ano que vem será lançada a banda juvenil, que é uma seleção de todos os alunos que estão terminando o 9º ano. Além disso, a Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), irá dar aulas para alunos que querem estudar música e ingressar na universidade.

Para o coordenador de Bandas de Músicas da Sedec, Júlio César Ruffo, a entrega dessas bandas vai ajudar no aprendizado do aluno. “O que temos percebido desde a implantação e fortalecimento das bandas marciais nas escolas do município é uma maior integração dos alunos com a escola. Esses alunos se dedicam mais aos estudos e a seu aprendizado musical”, destacou.

Para fazer parte da banda marcial, os interessados são inscritos no começo de cada ano letivo, sem exigência de nenhum critério musical para os iniciantes. De acordo com Júlio César, depois que começa a formação e o contato com a musicalização, a seleção é natural para que cada aluno escolha o instrumento que sinta maior aptidão. “Com o aumento no número de bandas, serão mais de três mil alunos participando destas atividades, além dos grupos de flauta, trompete, coral e violão”, disse Júlio César.