Maestro Morozowicz rege concerto de encerramento da Comcult-JP

Por - em 50

O maestro curitibano Norton Morozowicz, membro da Academia Brasileira de Música, é o convidado para reger o concerto oficial da Orquestra de Câmara Cidade de João Pessoa (OCCJ) neste sábado (17). A apresentação começa às 18h, no Auditório da Estação Cabo Branco – Ciência Cultura e Artes e faz parte da programação de encerramento da II Conferência Municipal de Cultura (Comcult-JP).

O repertório passeia pelo classicismo vienense dos compositores Ludwig Van Beethoven (1770-1827) e Franz Joseph Haydn (1732-1809), além de incluir obras do alemão naturalizado brasileiro, Ernst Mahle, e do “sulista nordestinizado” Guerra Peixe (1914-1993). A realização é da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope).

Reconhecido como um dos mais importantes músicos do Brasil, o flautista e regente Norton Morozowicz já possui uma carreira sólida como instrumentista, solista e camerista. Durante 17 anos, foi solista da Orquestra Sinfônica Brasileira. Ele já se apresentou com artistas nacionais e internacionais, entre os quais o parisiense Jean Pierre Rampal (1922-2000), conhecido como Homem da Flauta de Ouro. Como regente, o convidado da OCCJ já dirigiu as principais orquestras do Brasil.

De Ludwig Van Beethoven, que é um compositor do período de transição entre o Classicismo (século XVIII) e o Romantismo (século XIX), a OCCJ vai executar uma abertura de balé (Overture do Ballet), que é o Opus 43, intitulado ‘Die Geschöpfe des Prometheus’ (As Criaturas de Prometheus). A Sinfonia de n◦. 104, em quatro movimentos (Adagio/Allegro, Andante, Menuetto Allegro e Finale/Spiritoso), de Joseph Haydn, será a segunda peça apresentada.

Haverá espaço também para o trabalho deixado pelo maestro Guerra Peixe, filho de imigrantes portugueses de origem cigana, nascido em Petrópolis (RJ). Ele destrinchou o folclore brasileiro como poucos, mostrando as novas dimensões da musicalidade nacional a partir do estudo de ritmos nordestinos, a exemplo do maracatu, coco, xangô e frevo. Do compositor, a Orquestra de Câmara vai executar ‘Roda de Amigos’, segmentada nos temas ‘O Rabugento’, ‘O Teimoso’, ‘O Melancólico’ e ‘O Travesso’. A performance contará com os solistas José Eunilton (fagote), Aynara Dilma (clarinete), Alisson Braulio (Oboé) e Renán Resende (flauta). O repertório tem ainda a obra ‘Sintonietta’ (1957), do alemão naturalizado brasileiro, Ernst Mahle.

A OCCJ vai se apresentar com 39 músicos, responsáveis pelos primeiros e segundos violinos, além de violas, violoncelos, contrabaixos, flautas, clarinetes, oboés, fagotes, trompa, trompetes, trombones, tuba, teclado e percussão. O regente titular do grupo é o maestro Gustavo Ginés de Paco.

Oito anos de trabalho – A Orquestra de Câmara Cidade de João Pessoa foi um projeto iniciado em 2001, sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Educação e Cultura. Atualmente, o grupo está sob a coordenação da Funjope. A iniciativa se consolidou como espaço musical de preparação artístico-profissional de jovens na faixa etária de 16 a 25 anos, oriundos do bacharelado e atividades de extensão do Departamento de Música da UFPB.

II Conferência Municipal de Cultura – A Comcult-JP tem caráter mobilizador, propositivo, deliberativo e eletivo, privilegiando espaço para o debate e legitimação das políticas públicas do segmento. O evento assegura a ampla participação de representantes do poder público e da sociedade civil. A programação contempla plenárias, grupos de trabalho (GT’s) e eleição de delegados para a etapa estadual.