Maestro paulista ministra oficina a professores de música da PMJP

Por - em 26

Os professores e instrutores de música das bandas marciais da rede municipal de ensino de João Pessoa estão participando do quarto módulo de formação continuada. A oficina acontece até esta sexta-feira (2) no Centro de Convenções Cidade Viva, no bairro do Bessa, das 8h às 12h e das 14 às 18h.

Desta vez, o curso está sendo ministrado pelo maestro Eduardo Stella, que ficou surpreso com o desenvolvimento musical dos professores da rede. “Isso tudo é reflexo de um trabalho sério. Pelo que estou vendo, João Pessoa já é copiada por outros municípios de outros Estados”, disse Eduardo.

Ele também destacou a dimensão do trabalho de bandas que são realizados nas escolas do município. “Eu fiquei sabendo que no próximo ano todas as escolas da rede municipal terão bandas marciais. Isso você não vê em canto nenhum. Isso é importante porque a atividade não é só cultural, é social também”, completou o maestro.

O objetivo é capacitar os professores para que eles sejam agentes multiplicadores dos alunos nas escolas. Na oficina, eles aprendem novas técnicas de regência. No período da manhã, Eduardo Stella transmite a parte teórica, e à tarde, a prática com a banda marcial da Capital.

“É um presente que a Prefeitura Municipal de João Pessoa, a Secretaria de Educação e Cultura, está nos dando. Um grande maestro ministrando essa oficina é excelente para que possamos aprender cada vez mais e transmitir um ensino de qualidade para os nossos alunos”, disse o trompetista Weydson Junio Pontes.

Eduardo Stella – Nascido  em  São  Paulo,  formou-se  em  Educação  Artística   com habilitação  em  música  pela  faculdade  Mozarteum, de São Paulo;  bacharelado em trombone pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU); e composição e regência pela Universidade Livre de  Música  (atual  Escola de Música do Estado de São Paulo). Regeu  diversos  grupos  como   maestro  convidado, entre  eles,  a  Banda  Sinfônica  Jovem do Estado de São Paulo. Eduardo atuou ao lado de grandes maestros, a exemplo de  Zubin Metta, com  a  Orquestra  Maggio  Musicali de Firenze  e  Orquestra  Sinfônica de Israel,  e  Vassily Sinaysk,  com  a  Orquestra  Sinfônica  de Moscou.